Destaques ★Franchising

Quer ser franqueador? Saiba como e as vantagens de fazer

Mulher em seu escritório mexendo no celular. Imagem ilustrativa texto ser franqueador

Muitos empresários sonham em transformar suas empresas em grandes marcas. Contudo, poucos sabem como ser franqueador ajuda nesse processo. Quer saber mais? Então nos acompanhe neste texto.

Ao optar pelas franquias, você tem uma estratégia de expansão muito mais barata e simples. Afinal, não é necessário gerenciar diversas unidades ao mesmo tempo, assumindo todos os custos e desafios.

Pois ao franquear a sua empresa, você transfere essas questões para outro empresário. Assim, é preciso adequar processos e valores para tornar a sua marca atrativa. Em suma, falamos de uma via de mão dupla em que um depende do outro para crescer.

Advertisement

Nesse sentido, apresentamos a seguir qual o seu papel como franqueador, o que se pode esperar desse modelo e o caminho para transformar o seu negócio.

Quem é o franqueador no franchising?

De modo geral, podemos dizer que o franqueador é a pessoa jurídica responsável pelos direitos sobre uma determinada empresa.

Assim, cabe a ele todas as decisões importantes com relação ao universo do franchise, como ceder ou não o direito de exploração comercial para terceiros.

Seu papel, portanto, será conseguir desenvolver o negócio por meio do modelo de franquias.

Dessa forma, ela fica responsável por capacitar os franqueados por meio de atividades, criação de manuais e outros materiais de orientação ao longo da vigência do contrato.

Outro ponto de responsabilidade do franqueador é a supervisão e monitoramento da rede a fim de garantir que todas as normas, políticas, processos e padrões estão sendo seguidos.

Entenda como funciona o sistema de franchising

O sistema de franchising é um processo no qual o empresário dono de uma marca permite que outra pessoa explore comercialmente seus produtos e serviços.

Para isso, ele desenvolve processos e padronizações com o intuito de preservar ao máximo a sua identidade visual, cultura e reconhecimento de mercado.

Ao mesmo tempo, é sua obrigação compartilhar o seu plano de negócio, know-how e expertise com os franqueados. Essa parceria se configura como uma das mais seguras do Brasil, de acordo com o Sebrae.

Graças a essa ação em conjunto, a tendência é que sua marca consiga se fortalecer e expandir por onde você desejar sem grandes dificuldades.

Bastará fiscalizar se está tudo dentro do esperado, permitindo que terceiros se unam a sua marca e comercializem seus produtos ou serviços.

Vantagens de ser franqueador 

Vemos blocos de madeira no formato de quebra-cabeça com símbolos de empreendedorismo. Vemos uma uma pessoa está prestes a unir todas as peças (imagem ilustrativa). Texto: ser franqueador.
Se tornar um franqueador oferece diversas vantagens para a empresa.

Entendendo brevemente o que é ser franqueador e como funciona esse sistema, vamos apresentar as principais vantagens que você encontrará ao longo do processo.

São diversos pontos que farão a sua marca atuar em outras cidades, estados ou até mesmo países.

Rentabilidade do negócio

De maneira geral, podemos dizer que rentabilidade demonstra o sucesso de um investimento com base no faturamento do negócio.

Com as franquias, ao fazer essa transformação na sua marca, a expectativa é que esse indicativo seja mais interessante tanto para você, quanto para os futuros franqueados.

Fazer essa modificação gera um custo inicialmente alto, mas muito menor que outra estratégia.

Dessa forma, caberá à sua empresa cobrar as taxas que permitem uma pessoa de fora explorar comercialmente seus serviços ou produtos. Essa será a principal fonte de renda do seu negócio.

Com base nesses valores, que devem ser muito bem pensados, você conseguirá reaver todo o dinheiro investido inicialmente e fazer a sua marca decolar.

Expansão da marca

A expansão da marca é outro ponto que não podemos deixar de destacar quando falamos das franquias.

Pois isso permite que sua empresa cresça de maneira bem mais rápida que o convencional. Afinal, você desenvolveu um negócio de fácil gestão para ser copiado por outros.

Além disso, todas as questões relacionadas à implantação, operação e gestão ficam por conta desse novo empresário, ou franqueado, poupando gastos e trabalho.

Todavia, mesmo com esse processo de expansão, que já gera bons resultados financeiros, lembre-se que seus principais ganhos vêm dos royalties e/ou taxa de franquia, depende da sua estratégia.

Importante destacar que o gerenciamento de uma nova unidade fica por conta do franqueado e os resultados são quase que convertidos para eles. Cabe a você supervisionar se todas as regras estão sendo seguidas.

Poder de compra da rede 

Uma das principais vantagens de ser um franqueador é conseguir ter um maior poder de compra com seus fornecedores.

Quando você entra em contato com eles e solicita algum orçamento, o pedido de desconto é quase uma ação natural.

Mas ao possuir apenas uma loja, dificilmente você consegue valores tão atrativos. Afinal, isso limita a relação estoque e venda. Agora, no caso das franquias, a história é um pouco diferente.

Ao fazer essa transformação, é possível criar uma rede de fornecedores capaz de oferecer um desconto mais favorável, uma vez que essa rede estará vendendo para todas as unidades da sua marca.

Assim, a qualidade do seu produto ou serviço se mantém evitando, assim, que o franqueado faça negócio com outras empresas colocando em risco a reputação da sua marca.

Por último, cria-se também uma fidelização com esses fornecedores, o que só melhora a relação entre todas as partes envolvidas.

Inteligência de mercado

O processo de inteligência de mercado é um dos mais importantes para qualquer franqueadora.

Graças a isso, você consegue fazer uma análise dos dados e informações coletadas para identificar diversos pontos fundamentais para o desenvolvimento e sobrevivência do negócio.

Em outras palavras, questões como riscos e oportunidades de negócio para a sua empresa. Assim, é possível entender detalhadamente o segmento e comportamento do público-alvo para tomar decisões mais eficientes.

Para as franquias, essas informações coletadas auxiliam na estruturação de toda a rede. Por exemplo, ao desenvolver novos produtos ou métodos para facilitar o alcance da sua marca com o público.

Por último, é importante destacar que quanto mais unidades você tiver espalhada, melhor será.

7 passos para ser franqueador e ter sucesso com a rede

Pessoas reunidas numa sala durante apresentação numa empresa. Imagem ilustrativa texto ser franqueador
O processo para se tornar um franqueador exige o alinhamento de algumas áreas.

Conhecendo as vantagens de ser franqueador, chegou o momento de apresentarmos as principais etapas para essa transformação.

São questões simples, mas que precisam de atenção. Lembre-se de não esconder nenhuma informação. O principal segredo é ser totalmente transparente.

1. Análise de viabilidade financeira

O primeiro passo para ser um franqueador é fazer a análise de viabilidade financeira da sua empresa. Afinal, o negócio tem que ser bom para ambas as partes. Sendo assim, é preciso pensar as melhores estratégias para encontrar um equilíbrio.

Resumidamente, não adianta pensar em algo único, mas com um custo elevado, que os resultados não vão aparecer. Isso não só vai assustar os franqueados, como pode prejudicar a imagem da empresa.

Inicialmente, você precisará montar novos times, como a equipe de suporte e os representantes comerciais. Além disso, deverá pensar as estratégias de marketing para atrair os futuros franqueados.

Com base nesse resultado, a sua empresa tem condições de encontrar os valores que serão atribuídos a uma unidade. Ou seja, quanto o empreendedor precisará investir para se tornar um franqueado da marca.

2. Ajustes para rentabilização do franqueado

Após estipular a taxa de franquia, o capital de giro, os royalties e o fundo de publicidade, o próximo passo é fazer a previsão de rentabilidade do franqueado.

Identifique tudo que terá influência direta sobre os resultados das unidades. Qualquer número colocado equivocadamente pode gerar uma grande bola de neve de problemas no futuro.

Portanto, é essencial fazer uma analise capaz de colocar todos os gastos necessários para que o projeto se desenvolva com tranquilidade.

Considere o valor dos produtos ou serviço, quanto custará a padronização do espaço físico, capital necessário para pagar salários e bônus para os demais colaboradores, fornecedores etc.

Não deixe nada de fora. Quanto mais transparente você for com os futuros empreendedores, melhor para o sucesso do seu negócio. Se não tiver como precisar as informações, dê um valor médio, mas realista.

3. Documentos legais 

Ao final das duas etapas anteriores, é momento de pensar nos documentos legais.

Aqui, você precisa pensar na montagem da Demonstração do Resultado do Exercício (DRE), da Circular de Oferta de Franquia (COF) e do contrato.

No caso da DRE, mesmo que você já tenha a prática de fazê-la, cada empresa determina a sua frequência. No caso das franquias, ele precisa ser feita mensalmente. Essa é a única maneira que o franqueado tem de saber como anda a saúde do negócio.

Já a COF é um documento que apresenta diversas informações importantes sobre o negócio. São, pelo menos, 20 tópicos como histórico da marca, pendências judiciais, valores, taxas, treinamentos, suporte etc.

Ele é muito importante e deve ser entregue pelo menos 10 dias antes da assinatura do contrato.

Por fim, temos o contrato para firmar o acordo. Além de apresentar todas as informações sobre o empreendimento, ele é responsável por selar legalmente a relação entre franqueador e franqueado.

No contato, você deve colocar pontos como o prazo de duração e as regras para manter o segredo industrial.

4. Padronização de processos

Vemos blocos de madeira com símbolo de loja em frente. O da ponta está sendo girado e é possível ver um símbolo verde de check (imagem ilustrativa).
A padronização é um passo fundamental para ter uma boa rede de franquias.

Outro passo importante na hora de ser um franqueador é o processo de padronização do negócio.

Como falamos anteriormente, as franquias exigem que padrões e regras sejam cumpridas para que a imagem da marca seja mantida e o sucesso apareça mais facilmente.

Assim, chegou o momento de pensar em tudo que deve estar presente nos manuais para os franqueados.

Determine todos os processos que devem ser cumpridos e estabeleça o que é considerado certo ou errado. Em síntese, mostre todo o caminho que o empreendedor terá que seguir ao longo da vigência do contrato.

O objetivo é facilitar a vida de ambas as partes. Logo, diante de muitas etapas ou processos muito burocráticos, a tendência é ter maiores dificuldades para chegar aos resultados esperados.

Por fim, mesmo que já esteja com algo definido, continue trabalhando para encontrar gargalos e, assim, facilitar ainda mais a jornada da sua rede de franquias.

5. Preparação de treinamentos para franqueados

Após pensar a padronização e criar os manuais, chegou a vez de estruturar os treinamentos que sua marca vai oferecer.

Previsto na Lei de Franquia, essas atividades podem ser ministradas da maneira que você achar melhor. Ou seja, on-line, presencialmente ou de forma mista.

Tudo depende do tipo de negócio que foi desenvolvido. O mais importante nessa etapa é transmitir todo o know-how adquirido ao longo dos anos.

Aproveite também para garantir que a cultura e a visão da empresa sejam transmitidos da melhor forma possível.

No caso dos treinamentos presenciais, você precisa esclarecer para os franqueados quais gastos eles terão para participar das dinâmicas, como no caso do deslocamento, hospedagem, alimentação etc.

6. Marketing para expansão

De nada adianta todas as etapas anteriores sem uma boa estratégia de marketing. Pois é assim que você vai apresentar as vantagens de fazer parte da sua rede e atrair novos franqueados.

Invista na publicidade da sua marca de maneira geral para, assim, divulgar as vantagens de fazer parte da sua rede. Apresente seu negócio em portais especializados em franquias, exponha em feiras etc.

O importante ao longo desse processo é encontrar o caminho mais seguro para firmar a sua marca no mercado. Na sequência, é fundamental montar um bom time de vendas.

7. Venda de franquias

Essas pessoas serão as responsáveis por fazer o primeiro contato da marca com os futuros empreendedores.

Dessa forma, elas precisam ser bem treinadas e preparadas para conseguir converter o máximo de vendas possível. Respeitando sempre as regras de seleção que você estabeleceu.

Mas para que os resultados possam realmente aparecer, não foque apenas no financeiro. Crie uma equipe realmente eficaz, que vá acompanhar o franqueado inclusive no pós-venda.

Caso tenha restado alguma dúvida, separamos um vídeo com mais algumas dicas e explicações sobre o processo de transformação do seu negócio. Confira!

Consultoria de franquias: o jeito mais fácil de se tornar franqueador

O processo para ser franqueador exige bastante de você, já que é preciso pensar uma série de etapas.

Apesar de serem relativamente simples, diversas informações precisam ser organizadas e apresentadas. Ao mesmo tempo, ainda é necessário pensar nas estratégias de divulgação da nova rede.

Isso acaba demandando um certo tempo. Afinal, qualquer informação errada pode acabar gerando uma percepção equivocada sobre o negócio.

Assim, se você não estiver totalmente focado nesse processo, algo fora do previsto pode ocorrer. Não à toa, uma das melhores opções é recorrer a uma consultoria.

Devido ao acompanhamento e parceria firmada, você precisará apenas passar as informações solicitadas e receber tudo pronto. Uma dessas opções no mercado é a NX Franquias.

A marca é um braço do grupo Encontre Sua Franquia, responsável pelo gerenciamento de sete marcas com mais de 1.200 franqueados no Brasil, Estados Unidos e na República Dominicana.

Ao longo do texto, você pôde conhecer um pouco sobre o caminho necessário para transformar a sua empresa numa franquia. São diversos pontos que precisam ser observados com cuidado.

Mas para facilitar tudo isso, uma das melhores opções é apostar numa consultoria. Essas empresas conseguem dar a tranquilidade necessária para que você expanda a sua marca da melhor forma possível.

Gostou do nosso conteúdo sobre ser franqueador? Deseja saber mais? Continue com a gente e confira o texto “Formatação de Franquias: NX Franquias pode ajudar a ampliar seu negócio!

Vale a pena franquear meu negócio? Como saber a melhor hora?

Artigo anterior

Franquia Clever Idiomas: invista no segmento de Educação e lucre

Próximo Artigo

Comentários

Comentários não permitidos.