O maior Portal de Franquias do Brasil!
Home » Todos Conteúdos » Destaques ★ » Plano de negócios para micro e pequenas empresas: veja como elaborar um bom plano de forma descomplicada

Plano de negócios para micro e pequenas empresas: veja como elaborar um bom plano de forma descomplicada

Sumário

O empreendedor que deseja começar sua empresa sem gastar muito deve fazer um bom plano de negócios para micro e pequenas empresas. Entenda mais sobre o assunto no post de hoje.

Impulsionados pela crise gerada pela pandemia, o Brasil registrou mais de 3,9 milhões de novas micro e pequenas empresas (MEIs) em 2021. Um crescimento de 19,8%, comparado ao ano anterior.

Há muita vontade de empreender e colocar em prática boas ideias de negócio. Porém, é fundamental se planejar para não perder tempo ou ter uma empresa deficitária.

Por isso, é essencial um plano de negócio, pois com ele fica mais fácil o planejamento estratégico e financeiro do empreendedor. Aqui explicamos um pouco sobre como se organizar para abrir micro e pequenas empresas.

O que é um plano de negócios para micro e pequenas empresas?

Um plano de negócio é um documento que descreve um negócio, seus produtos ou serviços e como ele gera dinheiro.

Além disso, detalha a parte de pessoal, suas finanças, seu modelo de operações e muitos outros detalhes essenciais.

Para muitos empreendedores, a elaboração do plano de negócios tem como objetivo apresentar a empresa a possíveis parceiros. Como, por exemplo, sócios e investidores.

Porém, o principal benefício de um plano de negócio está no conhecimento adquirido pelo próprio empreendedor durante esse processo.

Até porque, induz a realização do planejamento de forma organizada, estimulando o empreendedor à reflexão.

Além disso, no plano, o empreendedor deve estruturar as questões financeiras e de investimento. Deve também analisar os pontos fortes e fracos do mercado e o que o negócio deve fazer para se destacar.

Enfim, é como planejar uma viagem, fazer um roteiro de onde irá.

Em uma viagem, por exemplo, é preciso definir quais voos pegar, onde se hospedar, quanto pode gastar, quais pontos turísticos irá visitar etc.

Por que o plano de negócios é importante?

Primeiramente, o plano de negócios para micro e pequenas empresas é importante, pois é um caminho para o empreendedor trilhar. É uma forma que ele tem de se planejar para esse projeto em vários detalhes.

Para que o empreendimento tenha sucesso, há necessidade de analisar a viabilidade esperada do negócio. Dessa forma, é possível se precaver de possíveis riscos e incertezas.

Nesse sentido, quanto maiores forem os detalhes das informações obtidas, maiores são as chances de acertos no futuro empreendimento. Tornando também o negócio mais seguro.

Além disso, evita que o empreendedor comece a organizar sua empresa e no meio do caminho perceba que ela não é viável.

É muito importante também para a gestão de negócios antes mesmo da inauguração da empresa.

Então, confira o passo a passo para elaborar um bom plano de negócios.

Passos para elaborar um plano de negócios

A seguir, falaremos sobre o que é preciso levar em conta para fazer um bom plano de negócios para micro e pequenas empresas.

São cuidados interessantes de pensar antes mesmo de começar a organizar o negócio. Essas informações vão auxiliar cada tomada de decisão que vem pela frente e proporcionar um alto faturamento.

Apesar de ser uma empresa de menor tamanho, a importância do plano de negócios não diminui.

Para empreendedores sem muito capital, é ainda mais fundamental para evitar prejuízo.

Dessa forma, separamos itens que devem fazer parte do seu planejamento para a montagem de uma micro ou pequena empresa.

Faça uma pesquisa de mercado

Antes de começar uma empresa, o empreendedor deve pensar com que tipo de produto ou serviço quer trabalhar.

Logo em seguida ele deve se debruçar sobre aquele mercado e pesquisar tudo sobre ele.

Nesse sentido, deve avaliar os nichos de negócios que estão em alta. Bem como os hábitos de consumo dos seus futuros clientes e quem são os seus concorrentes diretos e indiretos.

Esse estudo orienta no preço dos seus produtos ou serviços e como será o atendimento, o que é um diferencial para os clientes.

Do mesmo modo, analise as lacunas desse mercado que possam ser aproveitadas pelo seu novo negócio. Esse estudo pode dar uma visão macro do mercado e direcionar a formatação do seu empreendimento.

Estude a persona do negócio

Além de estudar o mercado, conheça bem quem serão os seus consumidores, ou seja, o seu público-alvo.

Saiba o que eles buscam em uma empresa, o que pode chamar mais a atenção deles, bem como a forma de realizar o marketing.

Conhecer a persona é uma etapa muito importante para o plano de negócios para micro e pequenas empresas. Afinal, permite que você seja eficiente.

Assim, monta uma empresa direcionada para o melhor atendimento a esse público.

Sem uma persona definida, é possível que em alguns casos sua estratégia se perca. Então, você acabará oferecendo cortes de carnes para quem é vegetariano, por exemplo.

Analise a melhor localização para empresa

Iniciar um negócio é como plantar uma semente. Ela só irá florescer se estiver em um terreno fértil. Nesse sentido, sua empresa precisa estar bem localizada para que possa ter sucesso.

Nesse sentido, analise a melhor região onde tenha menor concentração de concorrentes e uma maior quantidade de consumidores.

Pode ser interessante buscar um local mais barato dependendo do tipo de negócio. Porém, pode ser importante uma boa localização para dar visibilidade.

Esse balanço precisa ser feito pelo empreendedor antes de escolher o local. Por isso, analise qual é a sua necessidade principal nesse primeiro momento do negócio.

Planeje as finanças do negócio

Muitas empresas fecham as portas por falta de planejamento financeiro. Essa é uma etapa fundamental para um bom plano de negócios.

Veja quanto tem para investir no negócio e adéque sua empresa a esse valor. Evite dar um passo maior do que a perna.

Planeje cada investimento, pesquise as soluções mais baratas e eficientes. Inclusive, veja os gastos financeiros de marketing e de pessoal.

Tenha uma boa projeção dos custos do negócio para analisar a sua viabilidade ou não.

Pense no nome da empresa

O nome da empresa é importante, pois precisa ser de fácil memorização e remeter aos seus produtos ou serviços. Dificilmente esse nome surge da noite para o dia, por isso, tire um tempo para analisar as opções.

Converse com outras pessoas, pegue opiniões, se inspire de alguma maneira. Mas, obviamente, sem plagiar o nome de outra empresa ou até de pessoas.

Esse nome precisa ser único. Desse modo, é bom que o empreendedor pesquise na internet se ele já foi registrado por outra pessoa.

Além disso, depois que escolher o nome, busque patentear a nomenclatura para que ninguém possa usá-lo.

Opte por um software de gestão

No mercado existem diversos softwares de gestão. Então, no processo de montagem do negócio você já deve conhecer alguns programas que podem facilitar a sua vida.

Pesquise no mercado e junto a outros empreendedores. Veja qual programa se encaixa à estrutura de negócio que você pensou.

Dessa forma, entenda qual software melhor se encaixa às suas necessidades. Busque conhecer mais sobre ele antes de fechar negócio.

Pense nos profissionais ideais

Uma empresa funciona por meio de seus funcionários. Por isso, na hora de montar o plano de negócios, avalie que tipo de profissional você procura.

Por exemplo, pode ser que seja mais interessante buscar pessoas com experiência. Porém, dependendo do tipo de negócio, pode ser mais atrativo um colaborador sem vícios de outros trabalhos.

Enfim, avalie também o perfil que deseja, quanto poderá pagar e se há necessidade de algum treinamento especial para eles.

Defina metas para curto, médio e longo prazo

No seu plano de negócios você deve ter algumas metas para sua empresa, seja em relação a custos, vendas ou expansão. É como uma direção a se tomar rumo a um objetivo.

Tenha metas de curto, médio e longo prazo. Assim, você pode analisar se sua empresa está caminhando para os objetivos definidos. Ou então se precisa de mudanças para melhorar.

Enfim, essas metas servem também como um prêmio, um incentivo a mais para que sua empresa possa chegar onde você deseja.

Entenda a necessidade de um sócio

Falamos da importância do planejamento financeiro. Nessa hora, entra a necessidade ou não de um sócio para auxiliar o empreendedor na montagem da empresa.

O sócio pode ser uma pessoa que vai ajudar financeiramente ou então por meio de trabalho ou experiência. Você deve avaliar se há necessidade ou não desse parceiro.

Por fim, se escolher ter um sócio, busque alguém com quem tenha compatibilidade. Afinal, é uma parceria que deve seguir firme ao longo do tempo.

Liste todos os insumos e equipamentos

Os equipamentos e insumos que fazem parte da estrutura da empresa devem estar presentes no plano de negócios.

Seja para analisar os custos ou a logística, necessidade de instalações especiais e outros detalhes.

Aqui você já pensou boa parte da empresa em teoria, agora é a parte mais concreta do negócio. Ela também precisa fazer parte do planejamento.

Veja qual será a estrutura do negócio, o que precisará comprar, se algo pode ser usado ou se precisa de tudo novo.

Esse levantamento dos insumos e equipamentos orienta seus gastos para a montagem da empresa.

Estabeleça estratégias de marketing

Começar um empreendimento exige muito planejamento para colocar a empresa de pé. Mas também é importante que se faça uma divulgação.

Por isso, estabeleça estratégias de marketing eficientes antes mesmo da inauguração.

O trabalho de marketing é fundamental para o sucesso do negócio. Pesquise sobre como fazer, busque ajuda ou contrate profissionais que possam dar um diferencial para suas ações de divulgação.

Dessa forma, faça um marketing assertivo, que chegue com eficiência até o seu público-alvo.

Não saia “atirando” para todos os lados, trabalhe de maneira direcionada para gastar menos e ter maior retorno.

Planeje a inauguração da empresa

Enfim, depois de organizar todo o plano de negócios para micro e pequenas empresas, chegou a parte final, a inauguração.

Planeje com antecedência esse evento, faça com que ele seja bastante atrativo e diferente para atrair as pessoas.

Por exemplo, pode investir em promoções, ou então em festividades de inauguração. Tudo isso demanda investimento. Por isso, é importante se planejar antes.

Como você pode ver, fazer um plano de negócios para micro e pequenas empresas requer atenção a muitos detalhes.

Porém, uma forma mais fácil de começar uma empresa é por meio de franquias, já que você recebe esse planejamento pronto.

Assim, confira o texto que separamos com vários exemplos de franquias baratas e rentáveis em diferentes nichos de mercado.

Acompanhe o mercado
A mais lidas hoje