O maior Portal de Franquias do Brasil!
Home » Todos Conteúdos » Franchising » O que é franquia e como funciona? Entenda de vez esse assunto!

O que é franquia e como funciona? Entenda de vez esse assunto!

Sumário

Franquia é um tipo de negócio em que é possível ser bem-sucedido com mais facilidade. Mas, você sabe do que se trata? Neste texto, você vai aprender tudo sobre e conferir dicas valiosas para empreender nessa área.

Antes de tudo, vamos analisar o setor. Em 2021, o segmento de franchising se recuperou bem da crise e conseguiu crescer 10,7%.

Por isso, optar por um modelo de franquias pode ser promissor para quem quer ter o próprio negócio. Continue a leitura e saiba mais!

Clique, conheça e compare FRANQUIAS LUCRATIVAS. Acesse!

Afinal, o que é franquia?

Franquia ou franchising é um modelo de negócio que permite o uso do direito comercial da marca. Ou seja, o franqueado investe e a empresa transfere seus direitos em um contrato para que ele possa explorar comercialmente o negócio.

Desse modo, a empresa oferece um modelo de negócio que pode ser replicado em diferentes locais. Geralmente, com um formato de atuação e padronização já conhecido e bem-sucedido que faz parte de um mercado atuante. 

Afinal, para uma empresa conseguir se expandir como franquia ela já acumulou conhecimento suficiente para entender qual a melhor atuação para aquele negócio.

Já a rede de franquias pode ser de produtos ou serviços, e até mesmo uma marca ou um conceito. Assim, existem diversos formatos para diferentes necessidades nesse mercado. 

Em outras palavras, os modelos de franquias abrangem diversos segmentos do mercado. Assim, é possível encontrar o negócio ideal com melhor custo-benefício de acordo com as suas expectativas e realidade.

A padronização das unidades é uma das principais características da franquia. Então, se você pretende abrir uma franquia com loja física, é provável que vai precisar adaptar o espaço de acordo com especificações da marca. Em contrapartida de optar pelo home based, você pode atuar em casa.

O que significa transferência de know-how na franquia?

Transferência de know-how é quando uma marca compartilha seus conhecimentos com os investidores no sistema de franchising, esse processo tem vários aspectos como o reconhecimento da marca no mercado.

CURSO Guia Prático Sobre Franquias. Clique e confira o conteúdo completo sobre o franchising no Brasil, como investir e como faturar!

Isso significa que a rede conseguiu alterar o seu funcionamento para um negócio perto do ideal, que funciona e oferece resultados positivos. Assim, muitas vezes, são diversos profissionais com experiências específicas em franquias, gerenciamento, finanças etc.

Dois homens conversando sentados em cadeira frente a frente. Imagem ilustrativa do texto sobre o que é franquia.
As franqueadoras orientam seus investidores.

Dessa forma, por meio dessa experiência a marca chega a um modelo de atuação ideal, que será passado para os seus franqueados. Assim, ao adquirir uma franquia você pode contar com todo o know-how acumulado pela empresa. 

Além disso, receberá esse conhecimento por meio de treinamentos e cursos presenciais ou até em uma plataforma de aprendizado exclusiva. Do mesmo modo, o franqueado conta com o apoio da franqueadora em diversos assuntos. 

Portanto, é possível fazer um estudo do mercado, escolha do ponto, porte da unidade, entre outros. Ou seja, você será um representante da marca. Por esse motivo, a franqueadora preza pelos melhores resultados e atuação para auxiliar os franqueados a terem os melhores resultados.

Em outras palavras, você vai receber uma cópia da marca, já com todos os assuntos importantes definidos. Por exemplo, ao abrir uma rede de drinks, você aprenderá tudo sobre as bebidas antes de começar a fazer por conta própria.

Banner ProResultado consultoria. Clique e confira!

Números do franchising no Brasil

Há muitos dados que mostram como o franchising está bem, mesmo na crise, como a quantidade de empresas que fecharam nos primeiros cinco anos, crescimento das franquias e projeção do setor para 2022.

Uma pesquisa com dados colhidos pelo IBGE das empresas que abriram em 2012, mostra que apenas 39,8% continuaram abertas em um período de cinco anos. 

Dados do SEBRAE, mostram que o fechamento das micro e pequenas empresas chega a 80% no cinco primeiros anos. E no primeiro ano essa perspectiva de fechamento chega a 30%.  

Enquanto isso, na mesma pesquisa, é apontado que esse percentual em franquias é de apenas 15%. Isso é dez vezes menor em relação ao fechamento das empresas começadas do zero.

Essa perspectiva ficou mais evidente em relação à crise enfrentada por conta da pandemia. Em 2022, o mercado de franquias conseguiu superar as perdas de 2020. Além disso, cresceu 10,7% em relação ao ano de 2021, de acordo com dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF). 

Banner Totall Marcas. Clique para conferir os serviços!

A ABF projeta um crescimento para 2022 de 9% no faturamento do mercado. Esse balanço aponta que o faturamento no ano passado chegou próximo ao patamar de 2019, em um período sem pandemia. 

Pessoa contando dinheiro com calculadora de um celular. Imagem ilustrativa do texto sobre o que é franquia.
As franquias podem se tornar investimentos lucrativos.

Por último, a ABF aponta que existem cerca de 3,8 mil franqueadoras no Brasil. Ou seja, não falta opção para quem quer empreender, desde segmentos mais tradicionais, como a Alimentação, até em áreas como tecnologia.

Regras importantes da Lei de Franquias

Como todo negócio, há regras para atuar no sistema de franchising, como a necessidade da franqueadora listar franqueados, estabeleça quais são seus treinamentos, entre outros.

A principal delas é a Lei de Franquias que surgiu na década de 1990 para garantir transparência na negociação entre os envolvidos.

Assim, a Lei de Franquias exige que os franqueados e ex-franqueados estejam listados, junto de seus contatos. É preciso ter os valores para investimento na franquia. Isso porque, as taxas devidas devem ser pagas. 

MJG SOLUÇÕES EM ENGENHARIA. Clique e saiba como contratar essa empresa conceituada!

Outro ponto que aparece na Lei é sobre as regras para a sucessão na franquia e quais os treinamentos disponibilizados pela franqueadora. Bem como as regras sobre as relações trabalhistas.

Em outras palavras, conhecer essa lei garante que o investidor esteja amparado ao abrir um negócio. Por isso, todas as partes devem cumprir suas obrigações para manter um relacionamento saudável e evitar problemas com a justiça.

A Lei de Franquias exige que as marcas disponibilizem a Circular de Oferta de Franquia (COF), documento que mostra todos os dados essenciais ao futuro investidor. Assim, qualquer interessado pode solicitar o documento.

Caso queira, por exemplo, uma franquia home office, é na COF que você vai descobrir se a franqueadora oferece esse modelo de negócio, qual taxa é paga e como você deve atuar.

Vantagens do sistema de franchising

Existem muitas vantagens do sistema de franchsing, como ter um modelo de negócio pronto, transferência de conhecimento, suportes e muito mais.

FOCO MARKETING. Clique e acesse para saber como faturar com o seu negócio fazendo ações de marketing!

As franquias podem ser uma ótima opção para quem deseja empreender, mas não sabe como. Desse modo, trata-se de um negócio muito seguro e que vale a pena, de acordo com os dados citados acima. Desse modo, o franqueado conta com a credibilidade da marca conhecida no mercado e pelo público. 

Vale ressaltar que o investidor pode ter o apoio da franqueadora em diversos pontos importantes do negócio. Assim como a transferência do know-how e treinamentos. 

Mulher em reunião on-line. Imagem ilustrativa do texto sobre o que é franquia.
Muitas franquias permitem trabalhar sem sair de casa.

Nesse sentido, o franqueado começa o seu empreendimento com um plano de negócio pronto, testado e aprovado. Com isso, o empreendedor tem uma maior segurança e garantia de mercado.

Depois, o franqueado pode contar com um melhor planejamento dos custos e do espaço da unidade. As assessorias oferecidas pela franqueadora ajudam no marketing. Portanto, a franqueadora costuma disponibilizar peças prontas ou exclusivas. 

Embora o franqueado não tenha autonomia total, ele terá a independência jurídica e financeira em relação ao franqueador. Ou seja, terá a propria razão social e será uma pessoa jurídica, com as operações financeiras de responsabilidade individual.

CONHEÇA AS SOLUÇÕES DA DOTS HUNTERS PARA FRANQUEADORAS! Clique aqui!

Como já citado, as franquias estão sempre em busca de melhorar os seus produtos e serviços. Então, o  franqueado terá uma marca que está sempre se atualizando e se adequando às tendências do mercado.

Desvantagens do sistema de franquias

Existem algumas desvantagens do sistema de franchising, como a pouca flexibilidade oferecida para o negócio e o descumprimento de alguns termos do contrato, por exemplo.

Afinal, a franqueadora possui um formato para o controle sobre as operações de forma constante e permanente. Isso significa que o franqueado precisa cumprir todas as suas obrigações citadas na COF. 

Os sistemas das franquias geralmente são bem definidos e geram resultados. Porém, pode ocorrer alguma falha nesse sistema. Assim, o franqueado pode adquirir uma franquia com um sistema problemático. 

Dessa forma, pode acontecer o descumprimento do contrato em alguma cláusula, por exemplo. Entre outros problemas, como o descumprimento de serviços do franqueador.

CONHEÇA AS SOLUÇÕES DA SULTS PARA FRANQUEADORAS! Clique aqui!

Por esse motivo, é muito importante pesquisar e analisar com cuidado as franquias e a sua reputação. Assim, converse com franqueados e ex-franqueados para entender a relação com a franqueadora. 

É claro que existem franquias que não são bons negócios. Então, pesquise sobre a marca antes de tomar sua decisão e valorize marcas que apresentaram bom crescimento nos últimos tempos.

Como abrir uma franquia?

Mulher falando no telefone e digitando no computador.
Antes de fechar negócio, converse com a franqueadora.

Existem alguns passos que podem ajudar o empreendedor a abrir uma franquia segura, rentável e com boa reputação, como pesquisar marcas, conhecer o mercado e entrar em contato com a franqueadora.

Primeiramente, é feita a pesquisa das marcas de acordo com o mercado que deseja atuar.  Assim, é possível fazer a primeira seleção das franquias que melhor atenderem suas necessidades.

É muito importante escolher um segmento que você goste e tenha afinidade, para se dedicar ao empreendimento da melhor forma. 

Logo, conheça o mercado em que deseja ingressar. Nesse sentido, a pesquisa pode ser feita tanto on-line, quanto conversando com franqueados, ex-franqueados ou com a própria franqueadora.

Como dito, é recomendado uma leitura atenta da COF. Nesse momento, atente-se a pontos como investimento inicial, gastos médios e o tempo de retorno do investimento. 

Saiba em quais aspectos a franqueadora irá oferecer suporte. Mas lembre-se que cada franquia funciona de uma forma conforme o segmento, de modo que não adianta comparar um salão de beleza com uma sorveteria, por exemplo.

Por último, com a franquia escolhida, é possível entrar em contato novamente com a franqueadora e dar início ao processo. 

Diferença entre franqueadora e franqueado 

A principal diferença entre franqueadora e franqueado é que um deles se trata da marca e o outro é o investidor. Continue lendo para saber mais detalhes e tirar suas dúvidas.

O franqueador é a pessoa jurídica que detém os direitos de uma marca ou patente. Por sua vez, o franqueado é quem compra esses direitos para abrir uma unidade da rede.

Assim, a franqueadora é responsável por formatar um negócio. Do mesmo modo, a marca pode ceder para terceiros, nesse caso, os franqueados. Desse modo, a franqueadora permite o uso da marca e know-how desenvolvidos por ela. 

Por isso, ela será remunerada por esses direitos e transferência de know-how, desenvolvidos como um sistema.

Já o franqueado pode ser uma pessoa física ou jurídica. Ele irá adquirir a franquia com o sistema que já foi criado pela franqueadora. Dessa forma, ele faz o pagamento do valor determinado pela franqueadora. 

Em seguida, terá os direitos de uso da marca e transferência de know-how no período determinado na COF. Nesse sentido, ele aceita e se compromete a seguir o modelo e padrões delimitados pela franqueadora, seja ela um investimento mais tradicional ou mais arrojado.

Por fim, para te ajudar a entender de vez o que é franquia, assista ao vídeo abaixo.

Agora, continue aprendendo sobre o que é franquia neste texto, “Franquias baratas e rentáveis: conheça as melhores opções no Brasil.” Acesse e descubra!

Acompanhe o mercado
A mais lidas hoje