Destaques ★Empreendedorismo

SEGREDO REVELADO: saiba porque abrir negócio na crise

homem com guarda-chuva olhando para a tempestade. Imagem ilustrativa texto negócio crise

Está pensando em abrir um negócio na crise? Sabemos que você não está maluco! Essa pode ser a melhor decisão que irá tomar nos últimos tempos. Quer saber mais?

As crises podem aparecer a qualquer momento e pegar um empresário desprevenido. Como consequência, há o crescimento do desemprego e diversos problemas que vêm junto dessa situação delicada.

Como no caso dos problemas causados pela pandemia, que ainda são sentidas mais de ano após o seu início. Tal situação gera uma série de incertezas e dores de cabeça para todos.

Advertisement

Porém, mesmo assim, é possível encontrar um caminho a traçar de forma segura. Desde que feito com cuidado e sem mascarar nenhuma informação.

Talvez, essa pode ser a melhor oportunidade para você ter um negócio próprio. Nesse sentido, preparamos o texto a seguir com algumas dicas e vantagens. Acompanhe!

Vantagens de abrir negócio durante a crise

Abrir um negócio na crise pode não parecer uma boa ideia num primeiro momento. Porém, muitos empresários acabam deixando uma oportunidade de ouro passar diante dos seus olhos.

Isso acontece, pois, assim como esse momento é delicado para alguns empreendimentos, ele também pode trazer uma avalanche de possibilidades para novos negócios.

Menos concorrência para o negócio

Inicialmente, é muito comum que empresas acabem fechando as portas em momentos de crise.

Dessa forma, devido a essa onda de fechamento, você tem a chance de entrar para o mercado com menos concorrentes. O acaba facilitando a sua estabilidade durante o período.

Portanto, se você tinha uma ideia antes, mas não a colocou em prática por causa dos concorrentes, saiba que agora é o momento!

Isso porque, quando as coisas voltarem ao normal, a tendência é que você esteja um passo a frente da maioria. Mas para isso, ainda é preciso observar mais algumas coisas.

Crise gera novas demandas

Vemos, numa sobreposição de imagens, um homem escalando uma montanha enquanto um empresário, de costas, olha para o horizonte (imagem ilustrativa). Texto: negócio crise.
Investir em momentos de crise pode ser a oportunidade de encontrar novas demandas.

No pior momento de uma crise, a demanda parece diminuir. Contudo, essa não é uma verdade absoluta. O que está ocorrendo é uma renovação das formas de consumir produtos e de contratar os serviços.

Nesse sentido, cabe a você, na hora de abrir um negócio na crise, identificar mercados em que é possível inovar ou se adaptar.

Ao tomar uma decisão pelas franquias, faça uma pesquisa detalhada sobre o que ela pode entregar para o cliente. Ou seja, o que vai mantê-la competitiva.

É o caso dos estabelecimentos que trabalham com Alimentação durante a pandemia. Diversos deles passaram a ofertar o delivery, por exemplo, a fim de evitar um possível fechamento.

Em suma, o mais importante nesse momento é ter a sensibilidade para identificar essas pequenas nuances do mercado.

Em qualquer segmento você vai encontrar uma maneira de se diferenciar, de entregar algo que vai conseguir atender uma demanda que está escondida. Fique atento a isso.

Mais cuidado no planejamento

Empreender num momento delicado como esse não é uma decisão fácil de ser tomada. Logo, é comum que medos e incertezas aparecem.

Mas acontece que com um bom planejamento, as suas chances de sucesso se tornam muito maiores. Sendo assim, ao tomar a decisão de seguir o caminho do zero, você deve se atentar a algumas frentes.

Inicialmente, é preciso pensar num modelo que converse com as necessidades do público e fazer um plano de negócio muito bem detalhado.

Esse documento é responsável por apresentar os objetivos da sua empresa e os passos que ela deve tomar para alcançá-los.

Inclusive, durante a sua elaboração, você deve desenvolver estratégias diante de todos os cenários possíveis. Se a crise piorar, o que será feito? Em caso de sucesso, o que você espera como resultado?

Em outras palavras, não deixe de avaliar muito bem o mercado. Afinal, existe uma saída para diminuir o impacto da crise? O que os empresários do segmento estão dizendo? Quais são as expectativas para o futuro?

Ao refletir sobre isso, algumas respostas vão trazer uma luz para você, além da tranquilidade de estar investindo no momento certo.

Por outro lado, no caso das franquias, esse processo é mais simplificado. Você deve analisar com cuidado a Circular de Oferta de Franquia (COF) para identificar as vantagens do empreendimento.

Pesquisar a opinião pública com relação a marca que você deseja se tornar um franqueado e conversar com o outros empresários da marca também pode ajudar.

Autonomia com o próprio negócio

Empreender é o sonho de pelo menos metade dos brasileiros, de acordo com o levantamento da Alelo e Instituto Ipsos. Muitos desejam alcançar essa autonomia e tomar suas próprias decisões.

Afinal, quantas vezes você já teve uma ideia para mudar algum processo no seu trabalho, mas não foi ouvido? Quando se empreende, esse risco não existe. Pois você é quem manda!

Tudo estará nas suas mãos. E com a responsabilidade de estar à frente de um negócio, todo cuidado é pouco.

Não esqueça, portanto, que é o seu dinheiro que está em jogo. Caso não queira ter prejuízo, avalie muito bem suas decisões antes de bater o martelo.

Não adiar um sonho

Infelizmente, diante de uma crise, muitas pessoas acabam perdendo seus empregos e encontram dificuldades para se recolocar no mercado.

Esse pode ser o momento perfeito para iniciar a sua jornada empreendedora. Se você tem o sonho de ser um empresário, chegou a hora de colocá-lo em prática!

Cuidados essenciais para iniciar negócio na crise

Vemos uma mão masculina com uma caderneta escrita business plan ou plano de negócio. Ao lado uma calculadora e uma xícara de café (imagem ilustrativa).
Ter um plano de negócio é uma das coisas mais importantes nesse momento.

Você deve focar muito bem na estratégia que a sua futura empresa irá adotar para entrar no mercado de forma realmente competitiva.

Com esse diagnóstico, é possível definir uma série de ações coerentes e seus objetivos de curto, médio e longo prazo.

Você também deve se perguntar: o que faria uma pessoa trocar o concorrente pelo meu negócio? Qual o meu diferencial? Esse questionamento é conhecido como proposta de valor.

O seu produto ou serviço pode ser o mesmo ou até inferior ao de outra marca. Mas o que você oferece fará o consumidor se sentir único.

A sua empresa quer ser sinônimo de status para os clientes? Quer ser vista como algo duradouro? Quer ser identificada como um lugar amigável? Tudo isso fará diferença na hora de moldar a sua empresa.

Outro ponto muito interessante na hora de pensar em abrir um negócio na crise é tentar montar um plano com custo bem enxuto e com escalabilidade. Um pensamento relativamente próximo às startups.

Esse tipo de empresa se destaca por oferecer um serviço ou produto que é facilmente replicado gastando muito pouco para isso.

Resumidamente, é como se você desenvolvesse um molde, aplicasse o insumo nele e, assim, vendesse o resultado para todos os clientes da mesma forma.

O mais importante no processo de abertura de uma empresa durante a crise é conseguir avaliar seus resultados com constância e rever as estratégias que não estão funcionando.

No mundo digital, existe uma técnica conhecida como Growth, que explica bem como essa análise pode ser feita.

Mas se você está achando muito complicado, e não está totalmente certo de que essa é a melhor solução, as franquias podem ser a solução que você procurava.

Negócios baratos para abrir durante a crise?

Quando uma empresa decide se expandir, uma das maneiras mais baratas é apostar no modelo de franquias. Assim, ela permite que um outro empresário explore comercialmente seus produtos e/ou serviços.

Para que essa união possa funcionar de uma forma legal, ambas as partes devem seguir algumas regras. Essa é uma forma que as empresas têm para controlar o padrão de qualidade que as tornou conhecidas.

Esse padrão permite que, independente de onde o cliente estiver, o atendimento, os produtos, os serviços, além de outras características daquela empresa serão idênticos.

Além disso, as franquias oferecem suportes e treinamentos que auxiliam os empresários. Na maioria delas, você não precisa ter experiência para conseguir se tornar um franqueado.

Todavia, as questões administrativas e de gestão são de responsabilidade do franqueado.

Para que você possa entender um pouco mais sobre as franquias, separamos o vídeo a seguir que explica, em detalhes, como esse modelo de negócio funciona. Confira!

Abrir um negócio durante um momento delicado de crise pode parecer uma loucura.

Mas, dependendo do segmento, você tem a chance de ouro de assumir um empreendimento com baixa concorrência e alta demanda.

Dessa forma, quando as coisas melhorarem, você estará em um patamar ainda maior. E para quem não deseja arriscar entrando em algo do zero, existe a opção das franquias.

Nesse modelo de negócio você tem acesso a uma série de vantagens, como uma marca de renome por trás, know-how, treinamentos, apoio no marketing, suporte etc.

Gostou do nosso conteúdo sobre abrir um negócio na crise e de conhecer mais sobre as franquias? Continue com a gente e conheça opções baratas para você investir e mudar de vida clicando abaixo!

 

Franquia de joias Mazze registra bons números e permite trabalho online

Artigo anterior

Franquias de Turismo: melhores opções para lucrar neste setor em alta

Próximo Artigo

Comentários

Comentários não permitidos.