Matérias relacionadas ao setor Calçados e Acessórios

Top Franquias - calcados-e-acessorios

CADASTRE-SE E RECEBA INFORMAÇÕES EXCLUSIVAS SOBRE ESSE SETOR / FRANQUIA.

Aceito receber informações de franquias semelhantes

Saiba mais sobre Franquias de Calçados e Acessórios

As franquias de calçados e acessórios apresentaram um crescimento de faturamento extraordinário no ano de 2015, consagrando-se campeãs no franchising: o segmento cresceu 12% em relação a 2014, ou 15,8% a mais que o PIB brasileiro.

O segmento de franquias de calçados e acessórios tem uma representatividade de 7,3% do faturamento total do setor de franchising, segundo a ABF (Associação Brasileira de Franchising). O número de franquias abertas do setor é de 10.080 unidades, obtendo variação positiva de 22% em relação a 2015. O segmento de calçados e acessórios faturou quase 10 bilhões de reais no mesmo ano.

O número de franqueadores do segmento também é muito bom: são mais de 110 marcas atuantes no mercado.

Algumas marcas de calçados e sapatos merecem atenção: As franquias Arezzo, Havaianas e World Tennis estão entre as principais redes do segmento.

Em vez de comprar uma máquina de fazer chinelos, por exemplo, o investidor terá segurança muito maior quando enxergar o valor da marca que será franqueado. A franquia Havaianas, por exemplo, já fornece todo o plano de negócios ao franqueado, identidade visual e produto prontos para serem comercializados.

Tratando-se de acessórios, a franquia Chilli Beans é boa opção para quem quer investir a partir de R$ 120 mil. A franquia Chilli Beans possui atualmente mais de 600 lojas na América do Sul.

Caso o investidor se identifique com o ramo de franquias de bijus, há diversas opções, tais como a franquia Pink Biju e a Franquia Empório Bijux.

Balanço do segmento

Vantagens

  • Crescimento extraordinário e constante
  • Facilidade no gerenciamento dos produtos
  • Mão-de-obra predominantemente comercial, sem necessidade técnica

Desafios

  • Alta concorrência
  • Crescimento do e-commerce
  • Grande esforço inicial na escolha do ponto de venda