O maior Portal de Franquias do Brasil!
Home » Todos Conteúdos » Para Empreender » Franquias mais baratas que um carro popular para investir e lucrar

Franquias mais baratas que um carro popular para investir e lucrar

Sumário

Será que existem franquias mais baratas que um carro popular? Saiba que sim. Inclusive, esse é um modelo de negócio mais comum do que a gente pensa. 

Uma franquia é considerado o modelo de negócio mais seguro do Brasil de acordo como o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Muito dessa condição acontece devido ao seu formato em que a franqueadora ajuda o franqueado a crescer no mercado, por meio de treinamentos e suportes constantes.

Sem contar na ausência da necessidade de criar planos de negócio e no trabalho para conseguir atrair o público. Vale lembrar que as unidades franqueadas chegam no mercado com fama e, em questão de poucos meses, já conquistam um movimento bem atrativo. 

Por estarmos acostumados a ver grandes lojas franqueadas, nem sempre olhamos para outras marcas que trabalham com modelos mais em conta. Nesse conteúdo, vamos apresentar essa modalidade de negócio, suas vantagens e algumas opções do mercado. Acompanhe a leitura. 

Existem franquias mais baratas que um carro?

Por mais que o mercado de franquias pareça algo muito caro, existem sim empreendimentos que custam mais barato que um carro.

Isso acontece devido as marcas que trabalham com unidades home office, em que a atuação do franqueado é on-line. Ou seja, que não necessita de uma estrutura de loja para se manter. 

Esse conceito é conhecido como microfranquias, quando o investimento inicial é referente a no máximo três vezes o Produto Interno Bruto per capita (PIB), que atualmente está um pouco acima dos R$ 30 mil. 

Dessa forma, de acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), para ser considerado uma microfranquia, o valor máximo de investimento é de R$ 135 mil. Para atuar com um negócio com essa quantia, é preciso apenas um computador, acesso à internet e vontade de empreender. 

Em alguns casos, como serviços de limpeza, o franqueado precisa de equipamentos e produtos para realizar o que é contratado. Além disso, há o gasto do deslocamento acrescentado na suas despesas diárias. Mas ainda existem aquelas franquias que trabalham com uma estrutura física mesmo com valor tão baixo. 

Visto o sucesso desse modelo, diversas empresas passaram a aplicar em suas franquias. Atualmente, é muito fácil encontrar franquias baratas. O processo para encontrá-las não é muito diferente dos negócios comuns, e necessita apenas um pouco mais de atenção. 

Descubra como encontrar as franquias mais baratas

Franquias mais baratas: casal avaliando contrato enquanto tomam uma xicara de café.
A busca por franquias baratas exige uma pesquisa mais detalhada.

O processo para encontrar as franquias baratas no mercado é bem simples, porém muitas pessoas acreditam que esse é um caminho complicado de seguir. Escolher a franqueadora, portanto, não pode ser simplesmente pelo pouco que conhece da marca ou pelo investimento necessário. 

São diversos pontos que precisam ser levados em consideração no momento de definir qual será a sua franquia.

Além disso, quando passamos a buscar empreendimentos mais em conta que um veículo, a busca precisa ser um pouco mais delicada. Afinal, agora temos um limitador para o investimento. 

Identifique o setor

Primeiramente, o futuro franqueado precisa descobrir qual o mercado é o mais atrativo para ele. Não é apenas aquele que oferece boas condições de retorno financeiro, precisa ter intimidade, conhecimento e vontade de trabalhar com isso. Mesmo que todos esses pontos sejam mínimos, é muito importante que eles existam. 

Sem esse pensamento, certamente você enfrentará os problemas que irão surgir com mais dificuldade do que imagina.

Por mais seguro e confiável que seja o processo de abrir uma franquia, ela oferece alguns dos mesmos desafios de um empreendimento do zero. Não se esqueça que a gestão e administração é por sua conta. 

Ou seja, diversos documentos relacionados ao financeiro, estratégias para ampliar suas vendas, entre outras questões, estarão o tempo todo ao seu lado. Agora imagine acordar todos os dias tendo que lidar com esses desafios e sem vontade de prosseguir? Se isso aparecer, certamente você investiu errado. 

A maior vantagem de se tornar um empresário é poder trabalhar com aquilo que você gosta e sente prazer. É colocar o seu dinheiro naquilo que realmente acredita.

Agora, se você empreende em algo que não sente essas coisas, certamente entrou numa prisão pior que o emprego que lhe desmotiva. Pelo menos nele você não aplicou o seu dinheiro. 

Sabendo desse cuidados, não pense duas vezes antes de investir no segmento que você gosta de verdade. Se não gosta de vender produtos, ou atuar na linha de frente de uma loja, por exemplo, procure um negócio que lhe permita atuar em outras frentes. Existem diversas oportunidades no mercado. 

Faça um levantamento do mercado

Após fazer essa pesquisa de autoconhecimento, a próxima dica é fazer um levantamento sobre o mercado em que escolheu. Agora, diferentemente da outra dica, vamos entrar a fundo na área e descobrir como ele está e as expectativas para o futuro. 

Cada segmento possui o seu mercado e um processo de expansão diferente. Mas isso não quer dizer que um é pior que o outro, tudo é uma questão de momento e cabe você avaliar quais as expectativas para que aconteça uma mudança no futuro onde deseja empreender. 

Por exemplo, o número de pessoas adeptas ao veganismo tem crescido a cada ano. Assim, podemos ver um potencial nos negócios que possuem uma pegada sustentável. Atualmente, existem diversas marcas que conseguem alinhar o crescimento econômico com os cuidados com a natureza. 

Outro exemplo que podemos observar é com relação à moda. Esse pode ser o segmento que mais muda no decorrer dos anos, junto com os serviços e produtos de tecnologia. Assim, para conseguir encontrar a marca perfeita, você precisa identificar qual está mais apta a gerar as mudanças que você espera. 

Esse simples levantamento irá orientar você nas próximas etapas para encontrar as franquias mais baratas do mercado. Mesmo que pareça um processo complicado, não faltam conteúdos na internet e estudos mostrando essas mudanças de comportamento do público. 

Pesquise as franquias mais baratas

Conhecendo bem o mercado que está interessado em investir, chegou o momento de buscar pelas franquias mais baratas. Como você irá atrás de preços mais em conta para o bolso, é necessário uma busca mais detalhada e paciente. Afinal, o que não faltam são franquias para investir. 

Tendo o valor do investimento no seu funil, o próximo passo é estabelecer quais as empresas mais chamam a atenção. No decorrer do texto vamos apresentar algumas marcas, mas existem outras possibilidades para ampliar o seu leque de opções. 

Como no caso do Google, existem sites especializados em franquias que contam com listas de marcas. Nesse levantamento, fique atento a três questões principais: primeiramente o tipo de negócio que ela oferece, depois a taxa de rentabilidade e o prazo para retorno financeiro. 

Tendo como base essas primeiras informações, a sua caminhada para encontrar finalmente a franqueadora perfeita começa a gerar boas expectativas. Mais uma vez, mesmo tendo a noção máxima da capacidade financeira, não podemos escolher a franquia apenas pelo fato de ser a mais barata da lista. 

Precisa existir um casamento perfeito entre as partes envolvidas. De nada adianta pagar mais barato e não ter os benefícios que esse tipo de negócio oferece.

Não se esqueça que estamos falando do empreendimento mais seguro que existe no mercado. Mas mesmo diante disso, qualquer deslize pode prejudicar a sua jornada. 

Avalie a percepção do público com a marca

Franquias mais baratas: vitrine de uma loja de roupas de verão femininas. Detalhes em azul e laranja
A parte crucial na hora de optar por uma franquia barata é entender como o público lida com ela.

Ao analisar as diversas opções que o mercado lhe oferece, é necessário entrar um pouco mais a fundo nas franquias mais baratas que você separou. Esse é o último passo antes de entrar em contato com elas e começar as negociações para tirar o projeto do papel. Por isso essa etapa é tão importante. 

A intenção nesse momento é fazer um levantamento de como esses empreendimentos são vistos pelo público. Dessa forma, basta procurar nas redes sociais e identificar o que os clientes dizem sobre elas. Um adendo: sempre haverá mais reclamações do que elogios, é algo natural. 

Porém, tudo depende de como você irá filtrar as informações que recolher. Antes de tomar uma decisão, você precisa analisar o volume de críticas e ver se elas são constantes e repetitivas. Observe também se há pessoas defendendo a marca. Se sim, valorize, pois é algo raro de aparecer. 

Faça uma varredura completa para conhecer a identidade visual da franqueadora, pesquise sobre as redes sociais das unidades franqueadas, veja se possua outros canais como Instagram, Facebook, Twitter etc. Conheça e analise tudo que estiver à disposição. 

Em seguida, conheça a reputação da marca no site “Reclame Aqui”. Esse portal é responsável por apresentar diversas reclamações de usuários, e outros franqueados, sobre uma determinada marca.

Entre em contato com as franqueadoras

Tendo os resultados em mãos, com uma lista menor de possibilidades, chegou o momento de entrar em contato com a franqueadora. Para isso, basta acessar o site, preencher o formulário e esperar o contato da marca. Cada empresa trabalha com um intervalo entre as duas etapas. 

O mais importante aqui é que chegou o momento da empresa conhecer o empreendedor que está interessado em abrir a franquia.

Lembre-se que, até então, apenas você sabe e conhece a marca. Por isso é tão importante essa primeira etapa de avaliação dela. Serão algumas conversas para identificar todos os pontos de confiança. 

Um dos motivos que fazem as franquias mais baratas serem tão seguras é com relação a essa entrevista inicial.

Caso a marca não lhe considere apto para empreender na unidade dela, não haverá pressão ou tentativas de vender algo que não existe. As marcas sérias buscam o crescimento da sua área de expansão com base no sucesso de seus franqueados. 

Se você não se encaixa no perfil que eles desejam, certamente não haverá razão para continuar a negociação. Assim, não tenha medo de expor suas dúvidas, não esconda nada ao longo do processo e seja o mais sincero possível. Não esqueça que o seu dinheiro também está em jogo. 

Estude a Circular de Oferta de Franquia

A última etapa antes de definir quais das franquias mais baratas irá ser sua parceira, é analisar com cuidado a Circular de Oferta de Franquia (COF). Sem esse documento, é impossível abrir a sua unidade. Esse documento é responsável por apresentar diversas informações sobre o empreendimento, tais como:

  • Dados sobre a franqueadora, como CNPJ e endereço da sede;
  • Histórico da marca;
  • Balanço e demonstrações financeiras;
  • Pendências judiciais;
  • Relação de franqueados;
  • Franqueados ativos e que se desligaram nos últimos 24 meses;
  • Equipe da franqueadora;
  • Informações sobre o mercado;
  • Descrição do negócio;
  • Características dos modelos de negócio da marca de franquia;
  • Perfil desejado do franqueado;
  • Estimativa de investimento pelo franqueado, com descrição das taxas cobradas;
  • Estimativa de ganhos financeiros;
  • Regras sobre território (se haverá exclusividade ou não de atuação por um franqueado em determinada área);
  • Lista de fornecedores para atuação na franquia;
  • Lista de apoios prestados pela franqueadora;
  • Situação do franqueado após o término ou rescisão do contrato de franquia.

Um ponto muito importante de observar nesse momento é com relação ao prazo entre o recebimento da COF e a assinatura do contrato.

De acordo com a Lei de Franquias, esse intervalo deve ser de no mínimo 10 dias corridos. Caso não seja respeitado, o investimento será perdido. 

Devido a quantidade de informações importantes, não deixe de consultar um advogado para auxiliar no estudo. Por fim, também evite de pegar muitas circulares.

Como são diversos dados que geram impacto no seu empreendimento, pegar uma grande quantidade pode gerar confusão. Analise a COF apenas de quem você deseja abrir uma franquia. 

Quais as franquias mais baratas que um carro popular?

Agora que você conhece um pouco sobre as dicas para encontrar as franquias mais baratas, chegou o momento de apresentarmos algumas das opções disponíveis no mercado.

[raio_x_esf]

A seguir, separamos algumas franquias que também podem ajudar você a pagar menor. Acompanhe o vídeo a seguir. 

Como vimos ao longo do texto, nem todas as franquias disponíveis no mercado custam caro. Apesar de, ainda hoje, muita gente ter essa impressão devido às grandes marcas de franquias.

Porém, existem diversas empresas que oferecem condições mais em conta para os futuros franqueados. Gastando menos que em um carro, é possível mudar de vida. 

Esse é, inclusive, um dos pontos abordados no curso Franquias Sem Ciladas. São aulas que você pode acessar clicando aqui, assistir online e entender em detalhes como investir em uma franquia. Sem prejuízo e sem o risco de escolher uma marca ruim.

Para que isso aconteça de uma boa forma, é importante que consiga escolher a melhor franquia para você. São diversas dicas para ajudar a encontrar aquela franqueadora que se encaixa melhor com o seu perfil. 

Acompanhe o mercado
A mais lidas hoje