Destaques ★Franchising

Como saber se uma franquia cabe no seu orçamento?

moça usando calculadora texto orçamento franquia

Você pensa em abrir uma franquia, mas não sabe se o negócio caberia em seu orçamento? Não se preocupe, porque esta é uma dúvida comum a muitos brasileiros que sonham em abrir o próprio negócio.

Para se ter uma ideia, 66% dos brasileiros desejam abrir uma empresa. E quem realiza esse sonho muitas vezes escolhe franquias — tanto que já são cerca de 157 mil unidades de franquia no País.

São várias despesas envolvidas nessa transação e é preciso ter bastante planejamento e atenção. Afinal, você terá que avaliar se a franquia escolhida dará o retorno sobre o investimento esperado.

Advertisement

Assim, para esclarecer todas as suas dúvidas sobre este tema, fizemos este conteúdo. A seguir, vamos explicar os principais custos de ter uma franquia e em quais setores estão as maiores oportunidades no Brasil.

Além disso, você verá como conseguir capital para montar a sua franquia, por meio de um empréstimo online e outros meios.

Antes de tudo: planejamento

O primeiro passo é fazer um planejamento estruturado e sólido. Você deve listar todas as atividades envolvidas na abertura do negócio e os custos envolvidos em cada uma delas.

Nesse contexto, você deve fazer um plano de negócios analisando o mercado, o investimento financeiro necessário e outros fatores como o plano de marketing.

Além disso, é essencial ter controle sobre as suas finanças pessoais antes de decidir entrar no mercado de franquias. Isso garante que você não cometerá os erros mais básicos de gestão, como misturar contas pessoais e empresariais, por exemplo. 

Veja quais os principais custos de uma franquia

Para avaliar se uma franquia cabe no seu orçamento, você precisa analisar os principais custos envolvidos no processo.

Investimento inicial

Primeiramente, quantifique o capital inicial necessário. Isso inclui, por exemplo, a taxa de franquia, que é um valor único inicial cobrado pela franquia para que você possa utilizar o nome da marca, sua estrutura e benefícios. 

Além disso, o investimento inicial no negócio inclui aluguel de espaço, obras, treinamento de equipes e outras despesas relacionadas à abertura de qualquer negócio.

Porém, se você não conta com a quantia necessária, pode procurar empréstimo online, financiamento e outras formas de conseguir capital que sejam vantajosas.

Capital de giro

Como todo negócio, você precisará de capital de giro para fazer a empresa funcionar. Geralmente esse é, inclusive, um valor já estimado pelas franqueadoras. 

Nesse contexto, o valor necessário muda de acordo com o tipo de negócio desenvolvido. Mas você precisará de capital de giro para, pelo menos, seis meses de funcionamento da franquia.

Taxas e outros valores

Há várias outras despesas que você deve considerar para analisar se vale a pena abrir uma determinada franquia.

Existem taxas mensais que você precisará pagar de acordo com o contrato. Um exemplo são os royalties, que funcionam como uma remuneração para a marca.

Outra taxa comumente cobrada é a de propaganda. Sempre que a empresa fizer comerciais ou qualquer tipo de ação de Marketing, você também se beneficiará. Por isso, pagará uma taxa mensal referente a essas propagandas.

Você também pode precisar pagar taxas menos comuns, como a taxa de sistema, cobrada pela utilização de softwares, aplicativos e computadores específicos para o negócio.

Ainda existe a taxa de renovação, correspondente ao valor cobrado para seguir com a franquia após o término do primeiro contrato.

Custos operacionais

É importante saber que você deverá arcar com os custos comuns de uma empresa. Como luz, água, salário de funcionários e aluguel do espaço físico.

Principais setores para abrir franquia

Atualmente, podemos identificar alguns setores com maior crescimento no Brasil, sendo áreas de atuação mais promissoras para você que busca iniciar no mundo das franquias. Uma ótima opção é investir em franquias de idiomas ou no segmento de educação, por exemplo.

Outra opção é investir no ramo da saúde e bem-estar. Há muitas franquias nesse segmento e ele traz um retorno bastante positivo para o investidor, além de ter ampla aceitação do mercado.

Também são áreas vantajosas o ramo de construção e de serviços gerais. Assim como negócios no setor automotivo, que estão em alta proeminente.

Como conseguir capital para montar uma franquia?

Se você já decidiu que quer abrir uma franquia, mas não possui a quantia necessária para iniciar o negócio, precisará de apoio externo.

Uma das opções mais comuns é pedir um empréstimo online pessoal. Você pode optar por um modelo com baixa taxa de juros, como é o caso do empréstimo com garantia de veículo ou imóvel.

O empréstimo para franquia também oferece condições interessantes, com taxas mais acessíveis.

Você ainda pode buscar um financiamento, geralmente aceito para o caso de abertura de franquia.

Se tiver dúvida de qual é a melhor opção para você, é interessante usar um simulador de empréstimo. A ferramenta mostra várias ofertas de empréstimo disponíveis e facilita tomar uma decisão.

Na hora de decidir sobre a abertura da sua franquia, lembre-se de considerar a taxa de aquisição, os royalties e a taxa de propaganda.

Uma dica extra é conhecer várias opções de negócio para abrir. Assim, você terá mais segurança sobre qual franquia é a melhor para o seu perfil. Confira: Lista de franquias baratas e rentáveis!

Se preferir, você ainda pode contar com uma consultoria gratuita para encontrar o melhor negócio. Basta acessar: henriquemol.com.br.

Artigo produzido pela equipe Juros Baixos.

Franquia Óticas Carol: qual o valor de investimento? Confira tudo aqui

Artigo anterior

Franquia KAZ: modelo de negócio trabalha com permuta! Entenda vantagens

Próximo Artigo

Comentários

Comentários não permitidos.