O maior Portal de Franquias do Brasil!
Home » Todos Conteúdos » Destaques ★ » Como montar uma empresa? Segredos de como fazer e prosperar sem complicação

Como montar uma empresa? Segredos de como fazer e prosperar sem complicação

Sumário

Muitos empreendedores têm o sonho de ter um negócio próprio, mas vários deles não fazem ideia de como montar uma empresa. Se você é um desses, não deixe de ver este conteúdo no qual explicamos diversas etapas deste processo.

De acordo com o Ministério da Economia, em 2023, foram abertas mais de 350 mil novas empresas, com um aumento de 68,4%. Logo, é um movimento que mostra um crescimento do empreendedorismo.

Dessa forma, são milhares de pessoas querendo mudar de vida por meio de um negócio dos mais variados tipos e atuar de maneira diversificada.

Porém, é essencial que o empreendedor se prepare para abrir um negócio. O ideal é que busque o máximo de informação possível de como montar uma empresa com solidez.

Veja agora como montar uma empresa com sucesso!

Para montar uma empresa de sucesso, o empreendedor deve se organizar bastante, analisar diversos aspectos que envolvem este processo e ter muita calma. Portanto, é necessário que tenha cuidado para estruturar bem seu negócio.

Nesta hora, é importante que o empreendedor analise desde os pontos mais pessoais, seu perfil e objetivos, como o mercado e outros fatores externos.

Desse modo, para a abertura da empresa, separamos um passo a passo que vai ajudar você neste processo e conseguir um alto faturamento.

Saiba com o que você quer trabalhar

Um primeiro passo de como montar uma empresa é saber com o que você quer trabalhar, que tipo de produtos ou serviços mais atraem você ou então um nicho de mercado em específico.

Nesse sentido, é importante observar alguma qualidade sua ou experiência de vida que possa aproveitar no negócio.

Por exemplo, quem gosta muito de carros, se interessa por eles desde criança, terá mais prazer em trabalhar com isso.

Do mesmo modo, entender também suas características e como podem influenciar na sua empresa. Um empreendedor mais tímido terá mais dificuldades para trabalhar com vendas diretas, em contato constante com os clientes.

Por outro lado, se você tem um lado mais técnico, concentrado, deve aproveitar isso da melhor maneira possível em seu empreendimento.

Além disso, trabalhar com algo que goste é importante, pois você vai fazer aquilo por muito tempo e muitas horas por dia. Se for algo que combine com sua personalidade, este tempo será mais prazeroso.

Quando atuamos com algo que gostamos temos mais paciência para pesquisar e aprender cada vez mais sobre aquilo. Isso é fundamental para montar uma empresa e desenvolvê-la.

Enfim, é um combustível a mais para esta jornada do empreendedorismo.

Analise seu mercado local

Depois de analisar com o que você quer trabalhar, que pode ser uma, duas ou mais coisas, é importante analisar o mercado local. A empresa pode ser uma forma de aproveitar lacunas deixadas pelos concorrentes.

Nesse sentido, dentre os tipos de empresas com as quais você deseja trabalhar, avalie qual delas encontra maior potencial em sua região. Analise o tipo de consumidor que você busca, se no local falta este serviço ou é feito de forma deficiente.

Além disso, tenha em mente que montar uma empresa é como plantar uma semente. Em um solo fértil irá florescer, assim como um mercado sólido e com vários clientes em potencial.

Se instalar sua empresa em uma região que não se encaixe em suas necessidades, não cresce, assim como a semente em um solo infértil.

Quanto maior o mercado, maior a concorrência. Isso significa que a empresa deve oferecer produtos e serviços que se destaquem.

Por isso, entender e conhecer o mercado no qual o negócio irá atuar permite o lançamento de produtos ou serviços mais adequados às exigências dos clientes.

Assim, além de potencializar o atendimento, vai melhorar seu posicionamento de mercado.

Avalie sua futura concorrência

É fácil pensar em uma série de vantagens que a análise da concorrência pode trazer para o seu negócio.

Entender o cenário do mercado, descobrir como você está posicionado em relação aos seus concorrentes e encontrar oportunidades, pontos de melhoria e desafios são algumas delas.

Ao observar como as outras empresas estão se planejando e agindo, é possível avaliar quais estratégias e ações estão dando certo e entender quais fariam sentido para o seu próprio negócio.

Dessa forma, o propósito dessa análise é ganhar vantagem competitiva no mercado e aprimorar a estratégia de negócios.

Sem uma análise competitiva, é difícil saber o que os outros estão fazendo para conquistar clientes ou consumidores no mercado-alvo.

Assim, elabore uma visão mais geral de todas as empresas que podem concorrer com você, olhando com mais cuidado aquelas que estão no mesmo nicho e voltadas para o mesmo público.

Escolha um modelo de negócio

O empreendedor pode optar basicamente por três modelos de negócios. Começar uma empresa do zero, investir na licença de uma marca ou então optar por uma franquia.

Iniciar um negócio é o mais complexo, pois demanda que você estruture todo o empreendimento. Assim, cada detalhe da empresa é você quem define, o que exige cuidado, pesquisa e bastante organização. Do mesmo modo, pode ter uma licença.

Porém, as franquias se destacam entre os outros modelos, já que o empreendedor vender os produtos ou serviços de uma marca famosa. Além de contar com diversos benefícios essenciais para o sucesso de um empreendimento, como modelo de negócio que já passou por testes e aprovação do público.

Afinal, as franquias oferecem uma marca de renome, bom modelo de negócio e suporte contínuo, o que pode ajudar a reduzir o risco de falência.

Além disso, muitas franquias oferecem treinamento e suporte em áreas como marketing, gestão e operações, o que pode ajudar os franqueados a se tornarem mais bem-sucedidos.

Abrir uma franquia também pode ser atraente para aqueles que desejam entrar em um setor específico, mas não têm experiência. Ou seja, muitas franquias oferecem treinamento e suporte em áreas específicas de atuação.

Por fim, abrir uma franquia pode ser uma forma de se tornar um empreendedor bem-sucedido sem ter que começar do zero. Abrir um negócio do zero pode levar anos para construir uma marca e estabelecer uma clientela optando por uma franquia você já pula etapas e começa a lucrar mais rápido.

Valide sua ideia

Quando você inicia sua empresa ou está pensando em começar seu próprio negócio, geralmente o que vem à cabeça são metas otimistas e muita vontade de trabalhar.

Isso é ótimo, mas também é importante lembrar que precisa validar suas ideias.

Após ter aquela boa ideia de como montar uma empresa, o empreendedor precisa fazer uma pesquisa profunda e minuciosa para descobrir se alguém já pensou sobre isso antes e de que forma.

Do mesmo modo, converse com pessoas confiáveis e que tenham conhecimento sobre o assunto que envolve a sua ideia. Você realmente precisa de um feedback honesto nessa fase.

Assim, se as pessoas gostaram da sua ideia e fizeram apenas pequenas observações, siga para a próxima etapa. Se tiver alguns aspectos negativos levantados, analise-os para entender.

Dessa forma, pode aproveitar este feedback e alterar algo na empresa antes mesmo de começar e melhorar seu negócio.

Elabore um plano de negócio

O plano de negócios também é conhecido como plano empresarial e é usado por vários empreendedores.

Dentro do plano de negócios pode-se descrever diversos detalhes sobre o empreendimento, pode ser feito antes mesmo do início das atividades da empresa.

Este plano tem grande importância para os negócios e a falta dele causa até falência em várias empresas.

Não é bom abrir as portas da empresa sem saber o que fazer para conseguir lucro e manter as obrigações em dia.

Nesse sentido, defina o objetivo principal do negócio. Além disso, o plano serve para definir qual a área de atuação será escolhida e quais serviços ou produtos serão ofertados.

Além disso, no setor de marketing e vendas, é necessário analisar qual o público-alvo e quais os concorrentes são mais relevantes.

Enfim, é uma forma de se organizar, avaliar custos, documentos necessários, entre outros detalhes de como montar uma empresa.

Esse ponto, inclusive, é ensinado no curso Guia Para Iniciantes. As aulas do curso são inteiramente online, você pode assistir quando e onde quiser e ficar por dentro do vantajoso universo do franchising. Acesse as aulas clicando aqui.

Planeje suas finanças

Um passo importante de como montar uma empresa é a parte financeira. O empreendedor precisa planejar bem as finanças do negócio para entender como investir seu capital.

Logo, cada custo precisa ser bem pensado, cada maquinário e estrutura, tudo tem um custo e você precisa saber se conseguirá arcar com eles.

Assim, é fundamental que o empreendedor organize sua vida financeira, entenda quanto poderá investir e quais são os seus custos de vida. Nesta hora é bom diminuir alguns custos do dia a dia.

O empreendedor precisa saber que a empresa pode demorar um pouco a dar lucro, mas até lá, não pode se descapitalizar. As contas continuam chegando mesmo que a sua empresa não venda nada.

Sua empresa precisa ter também capital de giro, valores para conseguir um alvará de funcionamento e diversos outros documentos para começar a funcionar.

Dessa forma, o empreendedor deve se planejar, cortar gastos e investir de forma eficiente para aproveitar melhor o dinheiro que tem para montar a empresa.

Contrate um contador

Conforme dito, o processo de como montar uma empresa exige bastante cuidado. Por isso, é interessante contratar um contador para auxiliar em diversas questões burocráticas.

Nesse sentido, este profissional pode auxiliar direcionando a estruturação da empresa de forma mais sólida e organizada.

A verdade é que poucos empreendedores têm o conhecimento contábil, e com o surgimento de novas empresas, não ter um contador para auxiliar nos negócios é um risco muito grande.

Dessa forma, o principal risco de não ter um contador é ter que enfrentar as burocracias sozinho com grande chances de cometer erros e como consequência pagar multas.

O sistema tributário e as obrigações fiscais brasileiras são complexas, e um dos maiores erros dos empreendedores é achar que não precisam de um contador para resolver determinadas questões.

Além disso, o contador pode tornar mais ágil a montagem do negócio e todo o processo que envolve. Assim, o empreendedor corre menos riscos e tem a chance de montar a empresa em menos tempo.

Escolha entre MEI, ME ou EPP

O empreendedor tem três formatos de empresa mais adequados para quem está iniciando.

Portanto, pode começar como um MicroEmpreendedor Individual (MEI), um Microempresário (ME) ou uma Empresa de Pequeno Porte (EPP).

O MEI é um trabalhador autônomo que passa a ter um CNPJ próprio, a possibilidade de emitir notas fiscais e de ter acesso aos benefícios da Previdência Social.

Mas para se enquadrar no perfil de microempreendedor individual é preciso ainda atender alguns critérios, como:

  • Ter idade mínima de 18 anos;
  • Não ser sócio ou dono de outra empresa;
  • Ter faturamento mensal de até R$ 6.750,00 ou até R$ 81 mil por ano.

Já o Microempresário é um tipo de organização com Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica e com faturamento de até R$ 360 mil por ano.

Uma ME tem um regime de abertura e tributação mais simplificado, que permite que o empreendedor trabalhe na formalidade.

Por último, a EPP é aquela empresa que tem um faturamento entre R$ 360 mil e R$ 4,8 milhões por ano. Têm também maiores possibilidades de contratação de funcionários, entre outros detalhes.

Na hora de como montar uma empresa, o empreendedor precisa conhecer essas definições e ter a ajuda do contador.

O empresário precisa analisar qual sua expectativa de faturamento para que possa se enquadrar em um destes formatos.

Do mesmo modo, os contatos podem orientar para que o empreendedor escolha aquele formato mais indicado para o futuro da sua empresa, pensando em médio e longo prazo.   

Defina a Natureza Jurídica do negócio

A natureza jurídica, tipo de empresa ou tipo societário são sinônimos usados para determinar a forma como uma empresa será constituída e a responsabilidade dos envolvidos.

Nesse sentido, é uma das primeiras ações antes de abrir a empresa. Isso porque, é por meio dela que será possível definir obrigações, regras e direitos do futuro negócio.

Por exemplo, leva em consideração fatores como capital social, quantidade de sócios e tipo de atividade influenciam diretamente na adoção de uma natureza jurídica.

São diversas possibilidades de natureza jurídica da empresa, como o Empreendedor Individual, a Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI), a Sociedade Empresária Limitada (LTDA), entre várias outras.

Cada uma terá especificidades que precisam estar de acordo com o que você pretende ter na sua empresa. Assim, se terá sócios ou não, como será a responsabilidade, faturamento etc.

Enfim, a natureza jurídica define o futuro da sua empresa. Portanto, saber se enquadrar conforme a legislação é fundamental para não cair em irregularidades.

Decida suas CNAEs

O Código Nacional de Atividades Econômicas (CNAEs) é uma sequência numérica que especifica a atividade exercida pela empresa e serve como referência na hora de escolher a forma de tributação.

Sendo assim, é por ele que o governo brasileiro, por meio da Receita Federal, qualifica um negócio, podendo aplicar as regras fiscais e tributárias adequadas.

Sua finalidade principal é padronizar a classificação das atividades em todos os setores produtivos da economia.

Por isso, empresas ligadas ao Comércio, Indústria, Serviços e Setor Agropecuário devem ter esse código, obrigatoriamente.

Além disso, sem o CNAE, não é possível exercer qualquer tipo de atividade empresarial de forma regular. Logo, sua definição é fundamental para o correto enquadramento de uma Pessoa Jurídica.

O empreendedor deve analisar e se preciso recorrer a ajuda de um contador para saber em qual CNAE sua empresa vai se encaixar. Dessa forma, estará apto a iniciar o processo burocrático da empresa.

Selecione o regime tributário da empresa

Mais uma das etapas para montar o seu negócio próprio é selecionar o regime tributário da sua empresa. Para isso, é importante ter algum conhecimento nesta área ou ter o auxílio de um contador.

O regime de tributação é o conjunto de leis que regulamenta o modo como as pessoas jurídicas são tributadas no que se refere aos impostos e encargos sociais.

As alíquotas variam de acordo com os diferentes tipos, assim como a base de cálculo.

Nesse sentido, os tipos de regime de tributação são três: Lucro Real, Lucro Presumido e Simples Nacional.

O Simples é para Microempreendedores Individuais (MEI), das Microempresas (ME) e das Empresas de Pequeno Porte (EPP).

Como empreendedor paga todos os tributos da sua empresa por meio de uma guia simplificada, com as alíquotas que variam conforme as atividades do negócio.

Já o Lucro Real é o regime mais complexo de todos. Porém, é também o mais geral, o que significa que pode ser adotado por qualquer empresa.

Com ele o cálculo do Imposto de Renda e da contribuição social baseia-se no lucro líquido que o negócio gerou ao fim do demonstrativo contábil.

Por fim, no lucro presumido é apurado como o nome sugere, com base em uma presunção de lucratividade.

Elabore o contrato social

O contrato social de empresa é um documento essencial para formalizar seu negócio. Portanto, sua elaboração é um dos primeiros passos para quem decide abrir um CNPJ.

Então, funciona como uma certidão de nascimento da empresa, contendo informações como dados dos sócios e regras de funcionamento.

Este documento é regulado pelo Código Civil, que em seu artigo 997 traz os requisitos deste contrato.

Sendo assim, entre as informações que devem constar no contrato social estão:

  • Dados dos sócios: nome, nacionalidade, estado civil, profissão e endereço;
  • Denominação, objeto, sede e prazo da sociedade;
  • Capital social da empresa;
  • Quota de cada sócio no capital social e modo de realização;
  • Obrigações do sócio, caso sua contribuição consista em serviços;
  • Pessoas responsáveis pela administração da sociedade, seus poderes e atribuições;
  • Participação de cada sócio nos lucros e perdas;
  • Se os sócios respondem ou não de forma subsidiária pelas obrigações sociais.

Como se pode ver, são muitas informações e é um documento muito importante para o processo de como montar uma empresa.

Por isso, o empreendedor pode buscar orientações junto a um contador ou advogado.

Faça o registro da empresa

Depois de estruturar grande parte de sua empresa, se organizar, avaliar mercado, seu perfil, custos e parte burocrática, chegou a hora de registrar.

Assim, reúna o contrato social e seus documentos pessoais e vá até uma junta comercial ou ao cartório de registros de pessoas jurídicas.

Na junta ou no cartório irá verificar se não existe empresa com o mesmo nome e outros detalhes que podem ser impeditivos para a abertura do negócio.

Assim, com tudo certo, sua empresa passa a existir, mas ainda há uns passos de poder operar.

Vale um adendo que o contrato social só recebe validade a partir do visto de um advogado, algo dispensável para micro e empresas.

Solicite os alvarás necessários

Existem alguns alvarás que são necessários para a abertura de uma empresa e dependem do tipo de negócio, estrutura e região.

Por exemplo, para uma empresa começar a operar precisa de um alvará dos bombeiros, alvará de funcionamento e vários outros de acordo com a atividade executada.

Esta documentação pode demorar um pouco dependendo da sua cidade. Por isso, é importante que dê entrada na documentação necessária o quanto antes.

Do mesmo modo, pode ser preciso algumas adequações do espaço. Portanto, durante as reformas do espaço comercial, o empreendedor deve já saber o que será pedido pelas autoridades públicas para conceder todos os alvarás.

Faça a Inscrição Estadual ou Municipal

Todas as empresas precisam da Inscrição Municipal para funcionar. Exige-se a inscrição estadual das empresas ligadas às atividades de comércio.

Por isso, o empreendedor pode ter uma ajuda de um contador para esta etapa burocrática para que não se perca no processo de como montar uma empresa.

Estas inscrições são relativas ao recolhimento dos impostos, sejam estaduais ou municipais. Porém, vale lembrar, nem sempre a empresa precisa ter as duas inscrições.

Se o empreendedor é iniciante, o contador pode orientar em relação a esta inscrição, para que seu negócio possa começar. ,

Isso porque, se não tiver o registro necessário, em algum momento isso lhe trará consequências que podem ser financeiras, entre outros.

Planeje o marketing do negócio

Mesmo antes de inaugurar sua empresa você precisa planejar como será o seu trabalho de marketing para a divulgação do seu negócio. Quanto antes se organizar melhor poderá trabalhar as ações ao longo do tempo.

Este planejamento é importante para que possa divulgar sua marca antes da inauguração e de uma forma mais eficiente. Assim, poderá fazer um marketing mais direcionado para o seu público-alvo.

Do mesmo modo, um planejamento com antecedência pode diminuir os seus custos, o que é importante para uma empresa que está começando.

Entenda como fazer o marketing na região, quais serão suas ferramentas, seu capital disponível para isso.

Ainda, é possível ter uma visão ampla do negócio e estabelecer ações estratégicas a médio e a longo prazo.

Saiba que este trabalho deve ser constante, não concentrado apenas na inauguração ou em épocas de promoção. O fortalecimento da sua empresa e de sua marca depende muito deste bom trabalho.

Organize as etapas do seu dia a dia

Falamos muito ao longo deste conteúdo sobre planejamento no processo de como montar uma empresa. O empreendedor também precisa se organizar para saber como será o seu dia a dia do negócio.

Assim, planeje os horários da empresa, quantos funcionários, se vai abrir aos finais de semana ou não, se você estará o tempo todo presente ou não.

Nesse sentido, ao se organizar com antecedência, você pode analisar como tornar a empresa melhor, o trabalho mais eficiente e ter menores custos também.

Se a sua empresa for na sua casa, esta organização também é importante, para delimitar bem qual o horário de trabalho e qual o tempo dos afazeres domésticos.

Enfim, é uma forma de visualizar antes como será o seu dia de trabalho e com isso, se planejar melhor.

Prepare a inauguração do negócio

Calma empreendedor, depois de tantas etapas, tanto se organizar e estruturar sua empresa, chegou o grande momento: a inauguração.

Então, prepare as melhores ações para iniciar o seu negócio da melhor forma possível. Em seguida, pense bem como será feito este marketing, quanto poderá investir para que a inauguração seja bem atrativa.

Do mesmo modo, pode ser interessante algum tipo de promoção ou outro tipo de cuidado especial para chamar a atenção dos consumidores.

Todas essas etapas de como montar uma empresa podem ser minimizadas ou ter um suporte quando o empreendedor investe em franquias.

Por isso, acesse o blog e confira os conteúdos sobre as franquias baratas e rentáveis em diferentes nichos de mercado para você conhecer um pouco mais. Pesquise bem e, então, invista no negócio que mais combinar com seu perfil e bolso. Boa sorte!

Acompanhe o mercado
A mais lidas hoje