O maior Portal de Franquias do Brasil!
Home » Todos Conteúdos » Beleza e Estética » Como montar um salão de beleza em um espaço pequeno?

Como montar um salão de beleza em um espaço pequeno?

Sumário

O empreendedor que deseja saber como montar um salão de beleza em um espaço pequeno precisa analisar bem o passo a passo antes dessa empreitada. Pensando nisso, o texto de hoje vai explicar detalhes do modelo de negócio e como se planejar para ter sucesso nesse meio.

Começar o próprio negócio é uma tarefa complicada e exige muita análise do mercado, bem como do perfil do próprio investidor. Porém, empreender é uma paixão nacional, quase metade dos brasileiros tem esse sonho.

Se você está precisando de uma ajudinha com as dúvidas de como montar um salão de beleza em um espaço pequeno, fique ligado com a gente que vamos te auxiliar.

Como começar um salão de beleza pequeno?

O investidor, normalmente, decide montar um pequeno salão de beleza por necessidade ou para ter uma renda extra. E para isso, ele não costuma dispor de muito dinheiro, logo, deve ser certeiro em cada passo do novo negócio para evitar prejuízos.

Antes de mais nada, o empreendedor que não tenha experiência no ramo de salão de beleza precisa saber se possui o perfil para trabalhar neste mercado.

Para ser dono de um pequeno salão de beleza é fundamental ser uma pessoa que saiba lidar com clientes, que seja comunicativa e tenha flexibilidade para resolver os problemas do dia a dia.

Este tipo de negócio exige organização, para tornar o trabalho eficiente e maximizar os ganhos. Assim, evitam-se perdas, como produtos fora da validade ou inadequados, serviços mal feitos, que geram prejuízos e a falta de clientes.

Por outro lado, alguns passos prévios à abertura do pequeno negócio também são importantes, como mostraremos a seguir.

Faça o planejamento do negócio

Qualquer novo negócio, seja ele um grande empreendimento ou um pequeno salão de beleza, exige um bom planejamento prévio antes da abertura.

O empreendedor deve conseguir prever os problemas que podem surgir neste tipo de negócio, bem como as soluções que podem ser usadas.

Todo o planejamento pode levar em conta experiências prévias, bem como estudos feitos pela investidor sobre o mercado de beleza, os produtos e serviços que serão implementados.

Este ponto é importante no planejamento: os serviços que serão oferecidos depois de montar um salão de beleza em um pequeno espaço.

No planejamento devem estar todos os serviços que serão ofertados no início do novo negócio, bem como aqueles que podem ser incorporados com o tempo.

Assim, à medida que se ganha clientes, novos serviços podem ser incorporados aos portfólio do salão. Com isso, o salão consegue um crescimento mais sólido sem se arriscar.

Defina e estude seu público-alvo

Todo negócio deve ter um público-alvo para poder direcionar seus produtos ou serviços. Na hora de analisar como montar um salão de beleza em um pequeno espaço, você deve ter uma ideia de quem é o seu público-alvo.

A partir daí tudo deve ser planejado, como os produtos a serem usados, os preços a serem cobrados, bem como a forma da prestação de serviço.

Do mesmo modo, até a ambientação do espaço deve ser pensada de acordo com o público que você espera receber no seu estabelecimento.

Enfim, conheça bem os seus potencias clientes para que o seu negócio seja feito da melhor forma a atraí-los. Assim, sendo mais eficiente na captação de público.

Planeje as finanças

Como falamos, conhecendo bem o seu público-alvo você orienta sua política de preços e com isso planeja as suas finanças.

Assim, dependendo do público você altera sua margem de lucro em determinados serviços, para obter ganhos maiores em outros.

Da mesma forma, precisa se planejar para os primeiros meses, quando o faturamento ainda é baixo. Até chegar no ponto de equilíbrio entre os custos e os ganhos pode demorar um tempo. E você precisa estar preparado para aguentar este meio tempo.

Além disso, se precisar fazer algum tipo de empréstimo para investir no novo negócio, deve planejar para não se tornar inadimplente e ter muito prejuízo com isso.

Escolha e monte o espaço

A escolha do espaço deve ser bem pensada, pois como é um lugar menor, deve comportar todo o negócio de maneira funcional, e ainda receptivo para o cliente.

A localização do novo negócio é importante para dar visibilidade, chegar mais próximo do público-alvo, bem como poderá ajudar se for de fácil acesso para o dono e para funcionários.

Da mesma forma, na maneira de montar o pequeno negócio, muitas coisas devem ser analisadas, como o espaço confortável para o atendimento, uma parte para guardar produtos e equipamentos, entre outros detalhes.

Sendo assim, a montagem do salão tem que ser atrativa para ganhar os clientes e chamar sua atenção. O negócio precisa ter uma identificação, seja com cores ou acessórios, tudo isso faz parte de um ambiente mais acolhedor na prestação de serviços.

Contrate uma boa equipe

Os funcionários são a linha de frente do novo negócio, eles devem ser bem treinados para, antes de mais nada, serem receptivos com os clientes e acompanhantes.

Eles devem ser educados, sabendo conversar bem e sendo atenciosos. Isso sem falar que devem ser habilidosos nos serviços que irão prestar.

Em um salão de beleza, as habilidades técnicas do funcionário são postas à prova todos os dias, com cada cliente. Isso porque cada pessoa precisa de um cuidado especial para a beleza.

Dessa forma, os funcionários devem ser bons na execução dos serviços e ainda serem flexíveis para conseguir se adaptar às necessidades de cada cliente.

Registre o salão de beleza

Os empreendedores do Brasil nem sempre estão acostumados às burocracias exigidas para abrir um novo negócio. Dessa forma, antes de inaugurar seu pequeno salão, registre sua empresa nos órgãos competentes.

Dessa forma, fazendo o negócio dentro da legalidade, você fica de acordo com as regras tributárias e evita surpresas com a fiscalização. Por ser um pequeno negócio, provavelmente o registro como Micro Empreendedor Individual (MEI) deve se adequar melhor para o seu salão.

Ao mesmo tempo, isso facilita seu acesso a empréstimos e outras ajudas governamentais que você possa precisar.

Divulgue o negócio

Já é bem conhecida a frase que “o marketing é a alma do negócio”, e não é à toa que a divulgação das empresas tem se tornado parte da estrutura de vários empreendimentos.

Todo novo negócio precisa de divulgação na região, entre os potenciais clientes, para que as pessoas possam conhecer o novo salão.

Esta divulgação pode ser feita por diversos canais, e sem gastar muito dinheiro. Por exemplo, as redes sociais são uma ferramenta de grande ajuda e não exigem muito investimento. E ainda por cima, possuem grande alcance.

Da mesma forma, o famoso boca a boca também é importante, uso de panfletos e até faixas na região de atuação. Assim, planeje bem esta divulgação, minimizando custos e maximizando o alcance.

Quanto fatura um salão de beleza pequeno?

É bem difícil calcular quanto fatura um salão de beleza pequeno por mês, mas dá para termos uma boa noção com os números que vamos passar para você.

Primeiramente, é preciso descontar os custos mensais, que podem variar de R$ 7 mil a R$ 10 mil, contando com 3 funcionários mais o dono.

Os serviços de salão de beleza possuem um lucro que varia de 80% a 150%, dessa forma, do valor de ganho você deve descontar os gastos fixos mensais, sobrando o lucro do negócio.

Se decidir vender produtos no seu salão, o ideal é que sua margem de lucro fique entre 80% a 120% sobre cada item que se vende.

Assim, o lucro irá variar bastante de acordo com o movimento do empreendimento, bem como o público que ele atende. Mas de qualquer forma, se mostra um negócio bastante lucrativo e compensador, sobretudo no formato de franchising. Saiba mais a seguir.

Franquia: a forma mais simples de montar um salão de beleza

Durante este texto te passamos algumas dicas de como montar um salão de beleza em um espaço pequeno, mas existe uma maneira um pouco menos complicada.

O modelo de franquias é uma excelente opção para quem deseja empreender em um novo negócio no mercado de salão de beleza.

É uma maneira mais simples, pois você já investe em um negócio já testado e aprovado pelo público, com uma marca conhecida, além dos suportes dados pela franqueadora.

No ramo de salões de beleza existem diversas opções de franquias, muitas que se voltam para pequenos espaços e com um investimento inicial menor.

O empreendedor que se torna franqueado recebe um plano de negócios e vários suportes ao longo do tempo. Tudo isso fica mais explicitado na Circular de Oferta de Franquia (COF), documento onde constam várias informações sobre a franquia.

Esse é, inclusive, um dos pontos abordados no curso Franquias Sem Ciladas. São aulas que você pode acessar clicando aqui, assistir online e entender em detalhes como investir em uma franquia. Sem prejuízo e sem o risco de escolher uma marca ruim.

Dessa forma, com um plano de negócios já pronto, fica mais fácil de se programar financeiramente, pois você já terá uma ideia dos custos do negócio.

Do mesmo modo, a franqueadora ajuda na escolha o local de montagem do empreendimento, bem como na estilização do espaço, que deve ter uma identidade com a marca da franquia.

Qual o custo para abrir um salão de beleza?

Abrir um salão de beleza requer um planejamento financeiro sólido, uma vez que diversos custos estão envolvidos.

Primeiramente, é necessário considerar os gastos com equipamentos e mobiliário. Cadeiras de salão, lavatórios, espelhos, secadores e outros aparelhos essenciais demandam investimentos significativos.

Além disso, é preciso levar em conta o aluguel do espaço. A localização estratégica do salão pode influenciar diretamente o valor mensal a ser pago. É fundamental encontrar um local que seja acessível para os clientes e que esteja de acordo com o público-alvo do negócio.

Os colaboradores também representam uma parte importante dos custos. O salário dos profissionais de beleza, como cabeleireiros, manicures, esteticistas e recepcionistas, deve ser considerado, bem como os encargos trabalhistas e benefícios oferecidos.

Além disso, é necessário pensar nos custos operacionais do salão. Isso inclui despesas com água, energia elétrica, internet, telefone, materiais de limpeza e produtos para os tratamentos oferecidos aos clientes.

Por fim, não se pode esquecer dos gastos com marketing e divulgação. É importante investir em estratégias de divulgação para atrair novos clientes e fidelizar os já existentes.

Isso pode envolver a criação de um website, presença nas redes sociais, anúncios pagos e parcerias com outros negócios locais.

Ao considerar todos esses custos comuns na abertura de um salão de beleza, é possível ter uma estimativa mais realista do investimento necessário.

Desejamos boa sorte ao investidor nessa jornada empreendedora, lembrando que um bom planejamento e uma gestão financeira eficiente são fundamentais para o sucesso do negócio.

Acompanhe o mercado
A mais lidas hoje