O maior Portal de divulgação de Franquias do Brasil!

O que é análise de franqueabilidade? Como fazer?

Acesse uma parte específica do artigo

Desenho de sombras de pessoas em um escritório. Imagem ilustrativa do texto sobre análise de franqueabilidade.

O que é análise de franqueabilidade? Como fazer?

Para que uma empresa que não é uma franquia possa entrar para o mercado de franchising, precisa passar por um processo de análise de franqueabilidade. Você sabe o que isso significa? Conheça aqui essa etapa para formatar um negócio em franquia.

O mercado de franquias faturou mais de R$ 185 bilhões em 2021 de acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF). Um aumento de mais de 10% em relação ao ano anterior e quase chegando ao patamar de 2019, pré-pandemia.

Advertisement

Essa forma de negócio atrai a atenção de empreendedores, sejam aqueles que buscam ter um negócio próprio quanto aqueles que já têm uma empresa e querem transformá-la em franquia.

Advertisement

Porém, essa mudança no modelo de negócio não é simples, ou seja, que se faça da noite para o dia. Logo, é preciso um processo de formatação que começa pela análise de franqueabilidade, a qual explicaremos melhor a seguir.

QUERO FORMATAR UMA FRANQUIA

O que é análise de franqueabilidade?

A análise de franqueabilidade é um estudo que se faz sobre a empresa para avaliar as características do seu negócio e determinar se atende aos critérios necessários para se tornar uma rede de franquias com potencial de sucesso.

Essa etapa do processo de transformar uma empresa em uma franquia é de extrema importância para provar se o negócio está pronto para passar por transformações.

Ao fazer a análise de franqueabilidade você conseguirá identificar quais são os pontos que deve melhorar. Além disso, ressaltar os pontos positivos.

Nesse sentido, não basta apenas o empresário querer que seu negócio entre para o sistema de franquias. As empresas precisam se adaptar para que possam atuar neste formato e ter um alto faturamento.

Muitos detalhes são avaliados para que não se inicie o processo de formatação da empresa sem necessidade, caso não possa se adaptar a este modelo. Ainda, se essa mudança ficar muito cara também pode não compensar dependendo do objetivo.

Assim, é analisado se o negócio é franqueável, se terá produtos e serviços que possam concorrer no setor etc. Para isso, há uma avaliação estrutural da empresa, como as finanças, parte de marketing, planejamento estratégico e a possibilidade da transmissão do know-how.

Como fazer análise de franqueabilidade?

Para fazer esta análise de franqueabilidade, é necessário dar uma repaginada na empresa como um todo.

Alguns aspectos e processos dela serão aproveitados, mas muitas outras partes da sua operação terão que ser adaptadas.

Sendo assim, a análise começa por comparar seu negócio a outros que atuem no mercado de franquias.

Dessa forma, ver se sua empresa tem algum diferencial ou que possa atuar em igualdade com as outras marcas.

Do mesmo modo, esta análise detalha todo o processo da empresa, para entender bem como o negócio funciona e a partir daí entender que mudanças precisam ser feitas e o que se pode aproveitar.

Há também um estudo sobre a parte jurídica do negócio, por exemplo, se a empresa tem possibilidade de proteger o seu know-how.

Isso é importante para que possa franquear sem medo de terceiros usarem os seus conhecimentos sem uma contrapartida.

Quanto aos aspectos jurídicos, deve-se observar dentre outros pontos, se há o registro da marca junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).

Outro ponto importante nesta análise é entender o seu público-alvo, seja avaliando sua localização, bem como o poder aquisitivo. São conhecimentos que irão impactar em boa parte da nova dinâmica do negócio.

No processo de formatação de franquia é também levado em consideração a capacidade financeira da empresa, para saber se terá como fazer os investimentos necessários para viabilizar essa mudança.

Nesse sentido, é preciso investimentos, que vão desde as mudanças dos processos para baratear e simplificar, tornando-os mais eficientes, até um aumento de estrutura de pessoas para atender às novas demandas que surgem com a expansão da rede de franquias.

Agora falaremos sobre o quanto é preciso investir para este estudo bem como as vantagens de se franquear um negócio.

Quanto custa um estudo de franqueabilidade?

O valor de um estudo de franqueabilidade não tem um custo fixo, pois vai depender do tamanho do negócio, bem como da empresa especializada que irá fazer o trabalho.

Nesse sentido, o estudo pode custar em torno de R$ 20 mil a R$ 30 mil, mas nele estão inclusos valores que são necessários para proteção de marca, elaboração de documentos, entre outros detalhes do processo.

Por exemplo, se a empresa já tem a marca registrada no INPI, não terá que fazer isso novamente. Além disso, se o negócio é menor, com pouca necessidade de alteração, também influencia no valor do estudo.

Todo negócio pode virar uma franquia?

O segmento de franchising é bastante atrativo. Por isso, os empreendedores querem saber sobre franquias e os detalhes deste negócio. Porém, nem toda empresa pode virar uma franquia.

Tudo vai depender de como é o processo da marca, como são feitos os seus produtos ou prestados os seus serviços. Dependendo da operação, pode não ser atrativa para se tornar uma franquia.

Se o negócio tiver um processo muito complexo ou que exija equipamentos muito caros podem tornar inviável o franqueamento.

Isso porque, pode ser difícil encontrar empreendedores que possam investir o valor necessário em uma unidade da franquia.

Por exemplo, muitos empreendedores entram para o franchising sem experiência nenhuma. Se a operação do negócio for muito difícil, exigir conhecimentos bem específicos, será menos atrativa.

Além disso, se sua empresa não apresentar nada de novo, nem em relação à qualidade ou preço, bem como uma eventual comodidade, sua marca será apenas mais uma.

Então, pense como chamar a atenção dos empreendedores sem oferecer nada de mais?

Do mesmo modo, se com todas as adaptações feitas no processo e mesmo assim o negócio for muito caro, pode não ser muito atrativo.

Existem franquias que exigem investimentos altos, mas têm anos de atuação no mercado e uma marca renomada.

Imagina você empreendedor, quer investir em um negócio, como aplicar R$ 1 milhão em uma empresa que acabou de entrar para o mercado de franquias?

Você pensará várias vezes antes de fechar negócio e ainda, irá procurar marcas mais conhecidas para diminuir seus riscos.

Enfim, cada peculiaridade da sua empresa será apontada na análise de franqueabilidade para avaliar se o seu negócio pode ou não virar uma franquia.

Por fim, nem sempre este estudo resulta em um sinal positivo para o empresário.

Vantagens de transformar um negócio em franquia

São muitas as vantagens de transformar um negócio em franquia, e o principal delas é a possibilidade de expansão da marca.

Nesse sentido, com uma franquia, o empreendedor consegue expandir sua empresa por meio das vendas das unidades.

Mas se antes atuava apenas em uma cidade, em pouco tempo poderá ter sua marca em um estado bem longe do seu.

Para abrir novas unidades franqueadas, o investimento inicial em aluguel do imóvel, aquisição de equipamentos, reforma do imóvel e layout, entre outros gastos, cabem ao futuro franqueado.

Dessa maneira, a franqueadora consegue expandir sua marca em parceria com investidores, sem que precise aportar capital em filiais, que exigem alto investimento da empresa detentora da marca.

Do mesmo modo, com essa expansão, a franqueadora consegue captar mais investimentos, seja por meio da comercialização das unidades como também na cobrança dos royalties ou pelo aumento das vendas dos produtos.

Com o crescimento do negócio você consegue também uma maior economia de escala. Isso significa um aumento da sua capacidade de negociação junto aos fornecedores, e com isso, pode conseguir preços mais baixos.

Nas franquias, as compras são cooperadas, o que proporciona a diminuição dos valores dos insumos, serviços e produtos para todos que fazem parte da rede de franquias.

Portanto, são muitas vantagens para o empresário e para a empresa que passa pela análise de franqueabilidade e entra para o mercado de franchising.

Já oara finalizar, separamos um conteúdo com diversas franquias baratas e rentáveis para você entender um pouco mais sobre a dinâmica e opções do mercado. Acesse e descubra!

QUERO FORMATAR MINHA FRANQUIA
Advertisement

Acompanhe o mercado

A mais lidas hoje