O maior Portal de divulgação de Franquias do Brasil!

Vale a pena abrir uma franquia com sócio? Saiba como avaliar e decidir

Acesse uma parte específica do artigo

Homens sorridentes conversando, enquanto analisam tablet branco. Ilustração do texto sobre abrir uma franquia com sócio.

Vale a pena abrir uma franquia com sócio? Saiba como avaliar e decidir

Muitos investidores buscam abrir uma franquia com sócio para facilitar o processo de empreender e contar com ajuda nos investimentos. Mas será que realmente vale a pena?

Segundo dados da ABF, em 2023, o setor de franquias faturou R$ 240,6 bilhões. Sendo assim, embarcar nesse mercado em crescimento pode ser promissor para quem deseja investir e ganhar dinheiro com ou sem sócio.

Mas de modo geral, qualquer tipo de empreendimento pode contar com um sócio. Porém, não existe uma receita pronta. Por isso, cabe a você, como empreendedor, analisar se o seu negócio seria beneficiado pela sociedade. Continue a leitura e saiba mais!

Advertisement
Advertisement

Quando abrir uma franquia com sócio é uma boa opção?

Abrir uma franquia com sócio pode ser vantajoso. No entanto, é preciso analisar muitas questões antes de iniciar uma sociedade.

Em primeiro lugar, abrir uma franquia com sócio pode ser uma ideia para quem não tem o valor total de investimento. Nestes casos, é preciso definir se o parceiro vai auxiliar na administração ou apenas participar dos lucros da franquia.

Isso porque, em muitos casos, os sócios optam por fazer um investimento financeiro, mas não participam da gestão da unidade. Esta opção pode ser interessante para quem está disposto a administrar o negócio, mas agora precisa de auxílio financeiro.

Por outro lado, é possível abrir uma franquia com sócio para dividir a gestão. Afinal, pode ser que você não tenha tempo ou conhecimento suficientes para gerir a franquia.

Então, pode ser interessante contar com um sócio com mais experiência e disponibilidade para ajudar na gestão. Nestes casos, é preciso buscar por uma pessoa que pelo menos tenha noções básicas de administração.

Também é interessante abrir uma franquia com um sócio que tenha capacidades complementares às suas. Assim, o que não souber fazer, você vai e vice-versa.

Cuidados para ter um sócio no negócio

Antes de abrir uma franquia com sócio, é necessário analisar uma série de fatores. Isso porque, essa etapa exige atenção. Afinal, como diz o ditado, “o combinado não sai caro”.

Por isso, confira abaixo separamos para você conhecer alguns cuidados importantes para considerar na busca de um sócio para empreender com o seu futuro negócio. Confira!

Deixar as expectativas claras

Antes de mais nada, é importante deixar as expectativas claras. Tanto você, como a outra pessoa, têm expectativas e objetivos com aquele negócio. Deixar tudo isso explícito pode reduzir as chances de desentendimentos.

No caso das franquias, esse processo pode ser mais simples. Isso porque, a matriz disponibiliza um documento chamado Circular de Oferta de Franquia (COF), que estabelece todas as necessidades de investimento, atribuições e outras características.

Assim, ao analisar este documento, o futuro investidor sabe com o que vai ter que lidar e quais os investimentos necessários. Neste sentido, é possível deixar claro ao sócio o que precisará fazer.

Também pode ser que você e seu sócio não tenham os mesmos objetivos com o negócio. Então, é importante que os envolvidos conversem com franqueza e pesquisem antes sobre o empreendimento. Assim, irão alinhar suas metas e trabalhar bem para os mesmos resultados.

Definir um contrato detalhado

Um erro comum ao abrir um negócio em sociedade é deixar os combinados apenas na conversa. Isso pode causar problemas futuros, afinal, não há nada que prove quem está certo ou errado.

Assim, é importante ter um contrato detalhado, em que todos os aspectos da sociedade estejam dispostos de maneira clara. A longo prazo, esse documento pautará muitas decisões e livrará o empreendedor de problemas.

Este documento é chamado de contrato social ou de sociedade. Desse modo, é importante ser redigido por um profissional competente, como um advogado, e que conte com todos os detalhes da empresa.

Não vale a pena usar um contrato pronto. Afinal, cada empresa tem suas peculiaridades e um tipo de sociedade. Estabeleça esse contrato mesmo que seu sócio seja alguém em que você confia plenamente. Mesmo que a pessoa seja seu pai/mãe, companheiro/companheira, ou melhor amigo.

As relações podem mudar com o tempo e negócios, inclusive, costumam ser razão de desentendimentos. O contrato vai preservar todas as partes e sua empresa, e isso é fundamental.

Cuidado com escolhas por afinidade

Na hora de abrir uma franquia com sócio, é necessário escolher uma pessoa com a qual você tenha um bom relacionamento. Mas é preciso tomar cuidado com as escolhas por afinidade, como parentes ou amigos.

Afinal, ter um bom relacionamento interpessoal não é garantia de que a sociedade vai dar certo. Neste sentido, é preciso analisar as competências e contribuições de cada pessoa.

O sócio precisa agregar valor a sua franquia. Além disso, deve ser alguém com o qual você poderá contar, financeiramente e para outras questões.

Também não adianta escolher alguém para “salvar” sua empresa. Todas as partes precisam contribuir e saber exatamente quais suas atribuições, e se dedicarem igualmente para o sucesso do empreendimento.

Divisão de tarefas

Na gestão empresarial, a divisão eficiente de tarefas entre sócios é importante para o sucesso. A clareza nos papéis de cada um promove sinergia e produtividade.

Então, ao estabelecer responsabilidades específicas, otimiza-se a tomada de decisões e a eficácia operacional. Essa abordagem estruturada fortalece a parceria e impulsiona o crescimento sustentável da empresa.

Passos para abrir uma franquia com sócio

Abrir uma franquia com sócio demanda escolher um bom parceiro. Assim, esteja atento aos cuidados que apresentamos acima.

Como empreendedor, você também deve analisar se o negócio em que está investindo combina com seu perfil e seus objetivos. Afinal, não adianta ter um sócio e descobrir que o negócio não era bem o que você queria. Por isso, é essencial analisar com atenção a COF.

Cada segmento tem suas particularidades e está inserido em um mercado específico. Assim, também é importante analisar cada área para saber se você tem afinidade com ela.

Analise também pontos como: se a atuação é presencial ou home based, o tempo de dedicação, o tamanho da equipe e mais. Além de analisar seu perfil e verificar se combina com as exigências da franquia, é preciso avaliar o mercado local.

Ou seja, há uma série de fatores que devem ser levados em consideração. Também podemos citar o público-alvo, ponto necessário para instalação da franquia, quem são os concorrentes e onde estão, fornecedores, hábitos de compra etc.

Com tudo isso considerado e a franquia escolhida, já será possível fazer contato com a franqueadora e assinar o contrato. No sistema de franchising, os investidores recebem todo apoio da franqueadora, bem como a transferência de know-how.

Ou seja, a franqueadora lhe ensinará tudo que for necessário para atuar. Mas o empreendedor tem que fazer sua parte e participar das capacitações e treinamentos. Por meio deles que você e seu sócio vão aprender a colocar o plano de negócio em prática.

Com o negócio aberto, o papel do empreendedor passa a ser administrar a unidade e aproveitar os suportes da franqueadora.

Qual franquia abrir com (ou sem) sócio?

Descubra as melhores opções de franquias para empreender, seja com ou sem sócio, e inicie sua jornada no mundo dos negócios de maneira estratégica.

Mas entenda que escolher a franquia certa é indispensável para o seu sucesso. Depois considerar a dinâmica de ter ou não um sócio pode ser determinante.

Separamos uma lista e exploramos oportunidades lucrativas que se adaptam às diferentes abordagens de gestão. Seja você um empreendedor solo ou prefira dividir responsabilidades, agora encontre a franquia perfeita para seus objetivos. Acompanhe!

...Carregando..

Como escolher a melhor franquia?

Na busca pela melhor franquia, você pode realizar uma análise criteriosa para garantir o sucesso do empreendimento. Portanto, comece pela identificação do seu perfil e interesses. Em seguida, alinhe-os às opções de mercado.

Considere o suporte oferecido pela franqueadora, avalie o histórico de sucesso da marca, entre outros pontos. Dessa forma, pesquisar a rentabilidade e a satisfação de outros franqueados também é essencial.

Ao priorizar a afinidade com o negócio, a reputação da marca e o potencial de retorno, você estará no caminho certo para escolher a franquia ideal. Assim, poderá construir uma base sólida para seu empreendimento prosperar.

Inclusive, esse é um dos assuntos abordados no curso Franquias: Guia prático para iniciantes. Acesse e saiba mais sobre as aulas. Assim, potencialize o seu conhecimento sobre ter uma franquia de sucesso.

Perfil ideal para ser um franqueado

O perfil ideal para se tornar um franqueado exige uma combinação única de habilidades e características. Em primeiro lugar, é essencial ter afinidade com o segmento escolhido e demonstrar paixão pelo negócio.

Além disso, habilidades de gestão, comprometimento e proatividade são fundamentais para enfrentar os desafios do empreendedorismo. Uma mentalidade empreendedora, aliada à capacidade de seguir as diretrizes da franqueadora, fortalece a parceria e impulsiona o sucesso.

Ou seja, o franqueado ideal é aquele que equilibra paixão, habilidades práticas e comprometimento. Por fim, você pode garantir uma jornada empresarial promissora.

Ao longo do conteúdo, você aprendeu se vale a pena abrir a sua franquia com sócio. Ainda, descobriu dicas estratégicas e opções de marcas para investir. Agora que está por dentro do assunto, empreenda e ganhe dinheiro.

Advertisement

Acompanhe o mercado

A mais lidas hoje