Notícias

A partir de R$ 500: 15 franquias baratas para investir o 13º salário

franquia-contele-top-franquias-baratas

Se tem algo que é extremamente esperado no fim do ano por muitos brasileiros, esse algo é o “13º”, aquele dinheiro a mais que propicia uma sensação de alívio para o bolso de muita gente.

Mas o que fazer com o dinheiro extra que caiu na conta? Embora o país registre um cenário com mais de 60 milhões de pessoas endividadas, pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) revelou que, este ano, 32% dos brasileiros vai utilizar o 13º para comprar presentes, enquanto 24% deverá poupar ou investir os recursos. Quitar aquela dívida atrasada e sair do vermelho foi a resposta de apenas 15% dos entrevistados.

“O país se recupera lentamente da crise e ainda sofre com os efeitos negativos da recessão, com desemprego elevado e renda comprimida. Ainda assim, o período mais agudo das dificuldades já foi superado, o que, de certa forma, pode estimular um otimismo maior dos brasileiros na hora ir de ao consumo”, afirma a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti.

Investir o 13º salário para abrir um negócio próprio também é a escolha de parte da população, que sonha com o sucesso profissional em 2020.

Segundo o consultor financeiro da Fit Finance, Cláudio Rodrigues, utilizar o recurso em microfranquia – termo para franquias de até R$ 100 mil de investimento total – pode ser uma boa opção, desde que o empreendedor disponha de capital suficiente para arcar com todos os custos iniciais. Além disso, se não se dedicar, o retorno pode ser inferior ao desejado. 

“O trabalhador precisa escolher um bom segmento e ter capital para criar sua estrutura mínima de trabalho. As microfranquias, aquelas franquias mais baratas, são modelos já validados, em que o franqueado já tem todo o material pronto, inclusive a criação de identidade visual para o produto e serviço, ou seja, já tem o pacote completo para começar a trabalhar”, avalia Cláudio.

Na avaliação do CEO do Grupo TSValle, microfranquia de seguros que oferece modelo de trabalho home office, Bruno Bronetta, utilizar o 13º salário em uma franquia é a opção ideal apenas para o empreendedor que não tenha pendências financeiras e esteja confiante com o modelo de negócio escolhido.

“Ao invés de aplicar em outras aplicações seguras, como poupança, tesouro direto ou CDB/CDI, por exemplo, empreender em um negócio próprio pode trazer mais rentabilidade”, explica.

Segundo o último balanço da Associação Brasileira de Franchising (ABF), o terceiro trimestre de 2019 teve um crescimento de 6,1% em comparação ao mesmo período do ano passado, cujo faturamento do segmento no país foi de pouco mais de 47,2 bilhões de reais. Ainda de acordo com a entidade, o setor deverá encerrar o ano com crescimento de 7% em faturamento e 5% em número de unidades.

O Portal TOP Franquias selecionou algumas microfranquias com investimento inicial de até 20 mil reais para quem está procurando um negócio para ser chamado de “meu”. Há negócios que exigem menos de 500 reais para iniciar as atividades como franqueado.

Franquia Oakberry expande para o Peru

Artigo anterior

De duas máquinas de lavar em casa a 50 franquias

Próximo Artigo

Comentários

Comentários não permitidos.