Notícias

15 opções de franquias para investir até R$ 20 mil

Franquia PremiaPao

Ser dono de um negócio que possa ser administrado da própria casa talvez seja o sonho de muitos empreendedores. Para aqueles que querem apostar suas fichas em redes de franquias, isso é cada vez mais realidade. Diante da instabilidade econômica que o país enfrenta e da consequente elevação dos índices de desemprego, muitas pessoas enxergam em marcas que oferecem modelos que exigem baixo investimento uma excelente alternativa. De acordo com dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), o Brasil possui 557 redes com investimento de até 100 mil reais, sendo que 5,57% deste total são consideradas nano franquias, cujo investimento inicial é de até 20 mil reais.

Aproveitar aquela grana do FGTS para ser dono do seu próprio negócio, principalmente de uma unidade que requer pouco investimento inicial é uma opção que deve ser considerada. A maior parte das franquias mais baratas oferecem o sistema home based como modus operandi para atrair mais investidores e, em alguns casos, sem a necessidade de funcionários.

De acordo com Mércia Machado Vergili, consultora de franchising do Grupo Soares Pereira & Papera (GSPP), muitas pessoas buscam este tipo de franquia por não conseguirem recolocação no mercado de trabalho, enquanto outras querem realizar o sonho de ter seu próprio negócio. “Pode ser uma boa alternativa (investir em nano franquia) se o novo franqueado estiver preparado para trabalhar dobrado e fazer seu negócio ser vencedor. Nos cálculos de retorno, muitas vezes não contempla o pró-labore e, se o franqueado não estiver acostumado a controles de caixa, pode ter dificuldade para ver o retorno do investimento”, avalia a especialista.

Antes de assinar o contrato com a rede que mais se identificar, porém, o empreendedor precisa aprofundar-se no negócio, extrair o máximo de informações sobre a marca com outros franqueados e fazer uma avaliação financeira. Mesmo com baixo custo de aquisição de uma unidade, o empreendedor deve ficar atento para os riscos do negócio. “As franquias são negócios de menor risco, de forma geral. Embora sejam mais atrativas por conta do baixo investimento, não existe negócio sem nenhum risco”, aponta Mércia.

As redes que oferecem serviços de manutenção são as que mais se destacam, seguidas por modelos de comércio que oferecem facilidades, levando produtos até os clientes. Com modelo de negócio de baixo custo, as franqueadoras precisam traçar um plano de expansão que seja capaz de suprir o investimento realizado na marca. “As franqueadoras devem levar em conta que o retorno de royalties será baixo. Por isso, precisam calcular o número de franquias em operação para viabilizar o negócio e quais serviços de suporte serão oferecidos aos franqueados. São muitas as responsabilidades de uma franqueadora”, finaliza a consultora.

São diversas as opções de negócios para quem está interessado em nano franquias. O Portal TOP Franquias selecionou algumas redes que exigem capital inicial bem modesto para quem deseja ser dono de seu próprio negócio. Quem sabe ainda neste segundo semestre.

Tubarões do Shark Tank Brasil dão dicas a franquias

Artigo anterior

Franchising registra alta de 6,8% no segundo trimestre de 2017

Próximo Artigo

Comentários

Comentários não permitidos.