Franchising

10 franquias da Construção Civil para investir

franquia prospecta obras

Cada vez mais, as pessoas estão considerando a chance de investir no próprio negócio, principalmente, no mercado do franchising. Especialistas garantem que o setor de serviços é um dos poucos a não sentir os efeitos da atual instabilidade econômica. Alguns segmentos sentem ainda menos, como o da Construção Civil. Afinal, diante de eventuais problemas na estrutura física do imóvel como, por exemplo, infiltrações, pequenos reparos, instalações elétricas e limpeza de piscina, os proprietários não deixam de contratar empresas especializadas para solucioná-los. Diante disso, as redes de franquias da construção civil se mostram como opções de negócios rentáveis.

Para quem está pensando em abrir o próprio negócio nos próximos meses e encerrar 2018 sendo um empreendedor de sucesso, deve considerar as empresas disponíveis no mercado. Segundo a ABF (Associação Brasileira de Franchising), o segmento de Casa e Construção registrou um crescimento de 8% em 2017, impulsionado pela alta demanda por serviços de manutenções, reformas e pequenos reparos. Ainda de acordo com a entidade, são 24 marcas especializadas em serviços e produtos residenciais, comerciais e industriais. “Com o indício de recuperação econômica, pressupõe-se que uma das máquinas mais importantes da economia, como a Construção Civil, também apresente indicadores positivos ao longo do ano. Assim, o setor se consolida como atrativo para investidores de todos os perfis”, avalia Pedro Horta, especialista em franchising da GPME Expansão e Estruturação de Negócios.

Embora os números sejam positivos, investir em uma rede de franquias do segmento de Casa e Construção requer capacitação, já que a maioria das marcas exigem algum conhecimento técnico na área. Além disso, assim como em outros modelos de investimentos, vale a pena um estudo e planejamento, aprofundando-se em pesquisas sobre o mercado escolhido para ter o máximo de informações sobre a empresa antes de assinar o contrato.

“Se o foco (do modelo de negócio) for apenas compra e venda, o conhecimento técnico não se faz tão necessário, pois o cliente já tem o auxílio de um especialista. Outras franquias mais especializadas exigem uma chancela técnica que pode vir do próprio empreendedor, contratado ou terceirizado”, ressalta Horta.

Conheça alguns modelos de negócios para investir no ramo.

Franquia 5àsec diversifica serviços para crescer no Brasil

Artigo anterior

Franquia aposta em buffet de sushi a 1 real

Próximo Artigo

Comentários

Comentários não permitidos.